Kaiann Drance apresentando o iPhone 11 em keynote

Que veremos este ano a chegada de iPhones com 5G, não restam muitas dúvidas. Mas pode ser que essa novidade não chegue de uma vez só aos aparelhos, segundo analistas da Susquehanna.

Publicidade

Para Mehdi Hosseini, na época tradicional de lançamento de novos iPhones (isto é, setembro) deveremos ver a chegada de modelos funcionando em frequências sub-6GHz. Já seriam smartphones com 5G, mas não em sua forma mais potente.

Somente no finalzinho de 2020 (dezembro?) ou início de 2021 é que Hosseini aposta que a Apple lançaria novos modelos com 5G mmWave, este sim com capacidade de explorar bem o que o 5G tem a nos oferecer — com velocidades de download acima de 1Gbps, por exemplo.

Se isso acontecer de fato, poderemos ter um cronograma de lançamentos similar ao ocorrido em 2017. Naquele ano, a Apple anunciou na sua keynote de setembro os iPhones 8, 8 Plus e X, com os dois primeiros disponíveis imediatamente e o iPhone X só chegando ao mercado no começo de novembro.

Publicidade

O analista também abriu a possibilidade de ao menos um modelo de iPhone com 5G este ano ainda ser equipado com tela LCD, enquanto Ming-Chi Kuo havia dito anteriormente que toda a linha flagship em 2020 teria telas OLED. Obviamente, ao menos em histórico de acertos, Kuo está muito à frente de Hosseini.

Independentemente de teremos iPhones sub-6GHz ou mmWave, sem dúvida nenhuma o grande desafio nesta “migração” para o 5G será a expansão geográfica da nova tecnologia. Os prospectos do 5G no Brasil ainda em 2020 não estão lá muito bons e, como vocês podem ver, teremos “dois tipos” de 5G — o que só complicará mais a coisa toda.

via Apple World Today

Publicidade

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…