Apple é acusada de roubar segredos comerciais e infringir patentes com funções do Watch

Apple Watch Series 5

Mais um dia, mais um processo — e, desta vez, um dos grandes: a Masimo, uma empresa de tecnologia médica que projeta tecnologias não-invasivas de monitoramento, entrou com uma ação contra a Maçã acusando-a de roubar segredos comerciais e infringir diversas patentes com os recursos de saúde do Apple Watch, como informado pela Bloomberg1.

Publicidade

No processo, a Masimo alega que a Apple roubou informações secretas de suas tecnologias ao “fingir um relacionamento comercial com a empresa”. Tais informações seriam, na verdade, oriundas de uma subsidiária da Masimo, a Cercacor, e elas teriam ajudado a Maçã a “superar problemas de desempenho dos monitores de saúde do Apple Watch” — a exemplo do sensor de frequência cardíaca baseado em luz.

Ainda de acordo com a Masimo, a gigante de Cupertino entrou em contato com a empresa pela primeira vez em 2013, quando solicitou uma possível colaboração para “entender mais” sobre as tecnologias de saúde a fim de “integrá-las em futuros dispositivos”. Depois de alguns encontros entre as duas empresas, a Maçã teria começado a convidar nomes importantes da Masimo para trabalhar em Cupertino.

Entre os talentos “subtraídos” da empresa está o executivo Michael O’Reilly, que atuou como diretor médico e vice-presidente da Masimo; antes do lançamento do Apple Watch, em 2015, O’Reilly foi contratado pela Apple e, atualmente, lidera os “projetos especiais de saúde” do dispositivo.

Posteriormente, outros ex-colaboradores da Masimo também migraram para Cupertino, entre eles o CTO2 da Cercacor, Marcelo Lamego.

A Masimo e a Cercacor alegam que pelo menos dez patentes foram desrespeitadas no caso, mais precisamente nos Apple Watches Series 4 e 5. Por isso, as empresas estão exigindo o bloqueio do uso de suas invenções patenteadas, o retorno de informações confidenciais obtidas e o pagamento de danos não-especificados.

Publicidade

Esta não é a primeira vez que a gigante de Cupertino é processada por supostamente infringir patentes com o Apple Watch: na semana passada, um cardiologista levou a Maçã aos tribunais pela mesma razão, e é possível que haja outros casos semelhantes em trâmite na justiça americana.

via MacRumors

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…