Apple TV+ terá novo documentário da banda Beastie Boys; “Servant” é acusada de plágio

Mais uma vez, as notícias sobre o Apple TV+ são mistas: enquanto boas novidades chegarão em breve, a Apple se encontra em mais um encruzilhada com relação às suas produções originais.

Sem mais delongas, vamos a elas?

Documentário da banda Beastie Boys

A Apple adquiriu recentemente os direitos de “Beastie Boys Story”, um documentário sobre o grupo de rap/rock nova-iorquino formado em 1981. A produção celebrará o 26º aniversário do lançamento do quarto álbum da banda, “Ill Communication”, como informado pela Variety.

Beasty Boys

“Beastie Boys Story” é baseado na obra “Beastie Boys Book”, de 2018, e contará com participação de Ad-Rock (Adam Horovitz) e Mike D (Michael Diamond), os quais discutirão sua longa amizade e ascensão à fama. O documentário também mostrará o legado do grupo, que se mantém até hoje.

Na parte técnica, a produção será dirigida por Spike Jonze — extremamente elogiado (e premiado) pelo seu trabalho no comercial do HomePod estrelado por FKA twigs. Além disso, Jonze também dirigiu a versão original do videoclipe da banda para a música “Sabotage”.

O documentário estreará no SXSW Film Festival (que ocorrerá entre os dias 13 e 22 de março) e será exibido nos cinemas em 3 de abril antes de ser lançado no Apple TV+, em 24/4.

“Servant” acusada de plágio

Première de "Servant"
M. Night Shyamalan e elenco de “Servant”.

A Apple e o produtor da série “Servant”, M. Night Shyamalan, são alvos de um novo processo que lhes acusa de plagiar o filme “A Grande Ilusão” (“The Truth about Emanuel“, disponível na Netflix), de 2013. As informações são do The Blast.

A diretora do filme supostamente plagiado, Francesca Gregorini, afirma que “Servant” se apropria do enredo da sua produção e “usa a mesma linguagem cinematográfica”, fazendo com que a série e o filme sejam “substancialmente semelhantes”.

Juntamente aos pontos paralelos da trama, Gregorini diz que “Servant” também apresenta “personagens, cenas e modos de contar histórias muito semelhantes — e “altamente idiossincráticos”.

O processo cita, ainda, o roteirista Tony Basgallop e outros produtores do seriado. Em defesa, Shyamalan e outros criadores da série disseram que “Servant” estava em desenvolvimento antes do lançamento do filme de Gregorini.

Os réus rejeitaram arrogantemente as acusações de Gregorini, alegando vagamente que “Servant” estava em desenvolvimento muito antes de “A Verdade Sobre Emanuel” ser lançado, e que qualquer semelhança é uma coincidência. Na verdade, Shyamalan e Basgallop alegam, implausivelmente, que nunca viram o filme — aparentemente nem sequer ficaram curiosos o suficiente para assistir a ele depois de ouvirem as objeções de Gregorini. Pior ainda, a Apple elevou o stonewalling a um novo nível, simplesmente encaminhando perguntas ao advogado de Shyamalan (que por sua vez diz que não pode falar pela Apple).

Gregorini exige pagamento de indenizações e de quaisquer lucros que a Apple obteve com a série, além de uma liminar que impeça “Servant” de continuar sendo exibida no Apple TV+. A Maçã, como supracitado, não respondeu a nenhuma das acusações (e talvez nem comentará). Veremos.

Estreias no SXSW Film Festival

A Apple anunciou nesta semana que algumas (futuras) produções do Apple TV+ estrearão no SXSW Film Festival, que acontecerá entre os dias 13 a 22 de março, como supracitado.

Além do recém-adquirido documentário “Beastie Boys Story”, por lá teremos também as estreias dos seriados “Central Park” e “Home”.

“Central Park” será uma série musical animada que contará a história de uma família de cuidadores que vive e trabalha no Central Park (Nova York) e acaba salvando o mundo.

“Home” fornecerá uma visão interna (e completa) de algumas das casas mais inovadoras do mundo — e nunca vistas antes. O episódio que debutará no SXSW, por exemplo, mostra a casa do advogado e escritor de ficção científica Christopher Brown, a qual é considerada uma “interpretação moderna das casas dos nativos americanos”.

Não há informações sobre quando esses dois últimos seriados estrearão no ‌Apple TV‌+, mas é provável que a Maçã divulgue uma data logo após o SXSW.

via 9to5Mac: 1, 2; MacRumors

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários