Recorde: Apple fatura US$91,8 bilhões no 1º trimestre fiscal de 2020!

A Apple acaba de divulgar seus resultados financeiros referentes ao primeiro trimestre fiscal de 2020, finalizado no dia 28 de dezembro — ou seja, englobando as vendas da Black Friday e do Natal.

Publicidade

O faturamento recorde da empresa foi de US$91,8 bilhões — acima da expectativa de US$85,5-89,5 bilhões. Já o lucro foi de US$22,2 bilhões (também recorde), enquanto os ganhos por ação diluída foram de US$4,99. Comparativamente, os resultados há um ano foram respectivamente de US$84,3 bilhões (ou seja, aumento de 9%), US$19,9 bilhões (+11,5%) e US$4,18 (+19,3%).

Neste trimestre fiscal, as vendas internacionais compreenderam 61% de todo o faturamento da Apple.

Eis os números por segmentos:

Publicidade
  • iPhone: US$55,9 bilhões (+7,7%)
  • Mac: US$7,1 bilhões (-4%)
  • iPad: US$5,9 bilhões (-11,9%)
  • Vestíveis, Casa e Acessórios: US$10 bilhões (+36,9%)
  • Serviços: US$12,7 bilhões (+17,5%)

Tim Cook, diretor executivo (CEO) da Apple, deu a seguinte declaração:

Estamos empolgados em informar a maior receita trimestral da Apple de todos os tempos, impulsionada pela forte demanda por nossos modelos de iPhone 11 e iPhone 11 Pro, e por recordes de todos os tempos de Serviços e Acessórios. Durante o trimestre de férias, nossa base ativa instalada de dispositivos cresceu em cada um de nossos segmentos geográficos e agora atingiu mais de 1,5 bilhão. Vemos isso como um poderoso testemunho da satisfação, engajamento e lealdade de nossos clientes — e um grande impulsionador de nosso crescimento em todos os setores.

Abaixo, a do diretor financeiro (CFO) Luca Maestri:

Nosso desempenho comercial muito forte alcançou um recorde de receita líquida de US$22,2 bilhões e gerou um fluxo de caixa operacional de US$30,5 bilhões. Também devolvemos quase US$25 bilhões a acionistas durante o trimestre, incluindo US$20 bilhões em recompras de ações e US$3,5 bilhões em dividendos e equivalentes, pois mantemos nossa meta de alcançar uma posição líquida de caixa neutra ao longo do tempo.

Olhando à frente para o segundo trimestre fiscal de 2020, a Apple prevê uma receita de US$60-63 bilhões, margem bruta entre 38% e 39%, gastos operacionais entre US$9,6 e US$9,7 bilhões, outras receitas/(despesas) de US$250 milhões e uma taxa de impostos de aproximadamente 16,5%.

Publicidade

O conselho administrativo da Apple declarou um dividendo em dinheiro de US$0,77 por ação comum da companhia, pagável em 13 de fevereiro de 2020 a todos os acionistas registrados ao término dos negócios em 10 de fevereiro próximo.

A partir das 19h (pelo horário de Brasília), a Apple realizará uma conferência em áudio para falar desses números e responder perguntas da imprensa. Posteriormente, faremos uma cobertura completa com os destaques do que rolar por lá aqui no MacMagazine.

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…