Foxconn estaria tirando produção de iPhones da China devido ao Coronavírus

Na sexta-feira passada (7/2), noticiamos que algumas Apple Stores na China continuarão fechadas pelo menos até o dia 15 de fevereiro devido ao surto de Coronavírus no país. A medida foi tomada pela companhia após outros dois adiamentos — com isso, as portas fechadas completarão três semanas.

Além do varejo, as fábricas das parceiras da Apple na China também estão sendo afetadas pelo surto da doença. De acordo com informações passadas, os AirPods [Pro] e o suposto “iPhone 9” (o qual poderá ser lançado em março) já teriam sofrido impactos negativos na produção, fazendo com que as fabricantes da Maçã adotassem um “plano B”.

Segundo um novo relatório do analista da TF Internacional Securities Ming-Chi Kuo, divulgado pelo AppleInsider, é possível que a Foxconn e a Pegatron (duas das maiores fornecedoras da Maçã) tenham transferido parte da produção de iPhones e outros gadgets para suas fábricas na Índia e em Taiwan.

Ainda que positivo, Kuo aponta que a capacidade de produção dessas instalações é limitada, então essa decisão não seria a solução para os problemas de fabricação que a Apple enfrenta atualmente na China devido ao surto do Coronavírus.

Por lá, as fábricas da Pegatron já foram afetadas: em Xangai, os trabalhos foram retomados na semana passada, com uma taxa de mão de obra de aproximadamente 90%. Apesar disso, Kuo espera que esse número caía para 40-60% ainda este mês — menor do que o nível “ideal” para dar sequência à produção.

No entanto, o analista acredita que a instalação mais crítica seja a da Foxconn em Zhengzhou, onde grande parte dos iPhones e dos AirPods são montados. De acordo com uma nova notícia da Reuters, entretanto, essa mesma instalação teria reiniciado suas atividades hoje, porém com apenas 10% da mão de obra total — um número aquém do mínimo para a retomada ideal da produção.

As notícias de hoje vão de encontro com as informações de que o retorno das atividades da Foxconn nesta segunda-feira teriam sido canceladas pelo governo chinês — o que não procede. De fato, algumas fábricas continuam fechadas, mas as autoridades chinesas não impediram que a empresa retomasse a produção, como divulgado anteriormente.

via AppleInsider

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários