Apple vai exigir aprovação do governo para colocar jogos na App Store chinesa; investidores sobem pressão por resposta [atualizado] A situação no País da Muralha está ficando mais complicada para a empresa

Nesta semana falamos sobre a mais recente reunião de acionistas da Apple e de um dos seus pontos mais polêmicos: a proposta, colocada em votação por alguns dos participantes, que poderia obrigar a Maçã a reavaliar suas práticas de aprovação de apps na China e a submissão da empresa em relação aos arbítrios do governo local.

A proposta, como informamos, foi derrubada: cerca de 60% dos acionistas presentes votaram contra a ideia. Ainda assim, como informou a Reuters, a pressão para que a Apple tome uma atitude em relação a esse cenário está cada vez maior — e, com ou sem votação, pode ser que a empresa precise se mexer em breve no que diz respeito ao assunto.

Especialistas ouvidos pela reportagem afirmaram que os votos a favor da proposta não vieram de acionistas pequenos, e sim de grandes investidores, importantes para o futuro da companhia. De acordo com fontes da Reuters, esses grandes acionistas estão preocupados com a política de direitos humanos da Apple na China e com a possibilidade de isso arranhar a reputação da empresa, sempre tão associada aos direitos civis.

As movimentações para que a Apple se imponha em relação à China e às determinações de Pequim parecem vir, aliás, também de dentro da própria empresa. Basta lembrar que a diretora sênior de privacidade, Jane Horvath, assinou há algumas semanas uma carta ao grupo Access Now (que defende o acesso livre e não-regulado à internet) afirmando que a Apple “considera a liberdade de expressão um direito humano fundamental” e que a empresa “considerará fornecer mais detalhes sobre esse compromisso” futuramente.

Ou seja — por ora, nada muda na Apple em relação à China, mas esses dias podem estar contados. Enquanto isso…

Apple vai exigir aprovação do governo chinês para jogos

…as coisas vão ficando ainda mais apertadas para os desenvolvedores que querem disponibilizar suas criações na App Store chinesa. De acordo com o AppInChina, a Apple enviou recentemente uma notificação a estúdios com contas de desenvolvedor na China, afirmando que, de acordo com a lei local, jogos que gerem receita na App Store precisarão ser aprovados pelo governo chinês se quiserem entrar (ou continuar) na loja.

Desenvolvedores de jogos disponíveis na App Store terão até o dia 30 de junho para enviar à Apple um “número de aprovação” cedido pela Administração Geral de Imprensa e Publicação (AGIP) da China; não há informações sobre o que acontecerá caso essa aprovação não seja concedida, mas é de se esperar que os jogos simplesmente sejam retirados da loja.

Vale notar que a determinação vale apenas para jogos pagos ou que tenham sua receita gerada com compras internas; aqueles que são monetizamos com publicidade estão, por ora, isentos dessa obrigação.

A AGIP é responsável por regular os jogos que são aprovados para circulação e comercialização em território chinês, evitando conteúdos muito violentos ou “pouco edificantes”. Vale notar, aliás, que o controle já está valendo: o jogo Plague Inc. foi removido recentemente das lojas de aplicativos chinesas por incluir conteúdo que é “ilegal na China”, de acordo com a agência.


Ícone do app Plague Inc.

Plague Inc.

de Ndemic Creations

Compatível com iPadsCompatível com iPhones
Versão 1.17.4 (127 MB)
Requer o iOS 9.3 ou superior

R$ 1,90

Badge - Baixar na App Store

Código QR Código QR

Screenshot do app Plague Inc.Screenshot do app Plague Inc.Screenshot do app Plague Inc.Screenshot do app Plague Inc.Screenshot do app Plague Inc.Screenshot do app Plague Inc.Screenshot do app Plague Inc.Screenshot do app Plague Inc.Screenshot do app Plague Inc.

Não há mais informações sobre que conteúdo é esse, mas acredita-se que o país tenha banido o jogo por sua retratação de uma praga que se espalha pelo mundo e precisa ser combatida — uma temática muito parecida com o atual surto de Coronavírus vivido pelo mundo. Apesar disso, Plague Inc. mostra esses acontecimentos de forma educativa, ajudando os jogadores a compreender como doenças se espalham e são contidas.

Lamentamos muito anunciar que o Plague Inc. foi removido da App Store chinesa. Isso está completamente fora do nosso controle e estamos trabalhando para encontrar uma maneira de trazer o jogo de volta aos nossos jogadores na China. Nossa declaração está aqui: buff.ly/2wa0ai2

Ainda não há informações se a Apple (e o governo chinês) voltarão atrás na decisão após as explicações da desenvolvedora Ndemic Creations. Vamos aguardar.

via 9to5Mac, MacRumors

Atualização 02/03/2020 às 17:30

Aparentemente, a história toda vai ainda mais longe do que pensávamos. Em reportagem publicada recentemente, o TechCrunch revelou que o governo chinês já mantém uma política de aprovação própria em relação a jogos eletrônicos desde 2016 — política essa que, até agora, a Apple (e a App Store) não estavam seguindo em território chinês.

A questão em torno do jogo Plague Inc. é justamente essa: de acordo com o TechCrunch, sua desenvolvedora não tinha obtido uma licença para distribuir o título em território chinês; sua disponibilidade na App Store local, portanto, era irregular.

Não se sabe ainda o motivo de a Apple ter começado a aplicar a política de aprovação de jogos governo chinês somente agora, quatro anos após a sua aplicação. O fato é que, caso nada mude num futuro próximo, os desenvolvedores terão uma vida muito mais difícil caso queiram distribuir suas criações no País da Muralha.

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários