Fim da novela: Apple paga US$454 milhões à VirnetX em caso de infração de patentes no FaceTime

Apple vs. VirnetX

Ah, a VirnetX: quando todo o imbróglio judicial da empresa com a Apple começou, lá nos idos de 2010, ninguém tinha ideia se estávamos tratando de um caso sério ou de apenas mais uma das centenas de patent trolls que atacam a Maçã (e outras gigantes da tecnologia) todos os anos. Agora, dez anos depois, a novela finalmente acabou e nós já temos a resposta.

Publicidade

Como antecipado há algumas semanas, a Apple finalmente fez o pagamento de US$454 milhões (cerca de R$2,2 bilhões) determinado pela Suprema Corte dos Estados Unidos — anteriormente a cifra era de US$440 milhões, mas os juros e as correções adicionaram mais algumas moedinhas à soma. Com isso, o caso está efetivamente encerrado… da pior maneira possível para a Maçã, isto é.

Para quem não acompanhou o caso (ou dormiu em algum momento nos últimos dez anos), a coisa toda girou em torno do FaceTime: de acordo com a VirnetX, a Apple violou patentes suas na implementação do recurso de videochamadas, com vários processos relacionando-se a cada uma delas.

A primeira vitória da VirnetX veio em 2016, quando a justiça dos EUA determinou o pagamento de US$302 milhões por parte da Apple; a Maçã recorreu da decisão e se viu obrigada a pagar ainda mais. O desdobramento mais recente do caso ocorreu em fevereiro passado, quando a Suprema Corte negou mais um pedido de apelação de Cupertino e encerrou a história.

Publicidade

Vale notar, apesar de tudo, que essa não é a única guerra judicial entre as empresas: a outra, que também está sendo vencida pela VirnetX, terá sua decisão publicada em breve. Na última determinação, a Apple foi obrigada a pagar US$502,6 milhões à rival, mas o valor ainda precisará ser recalculado.

via iClarified

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…