Assim como as medidas estabelecidas pelos próprios governos, a Apple nas últimas semanas foi aos poucos escalando suas decisões frente à pandemia do Coronavírus (COVID-19).

Publicidade

Enquanto na China todas as 42 lojas físicas da empresa já estão reabertas e voltarão a operar em horários normais paulatinamente, há alguns dias a Apple decidiu fechar suas 17 localidades na Itália e ontem suspendeu toda a programação Today at Apple — inclusive no Brasil.

Agora, sim, veio a decisão mais drástica: em uma carta publicada no site da Apple, o CEO Tim Cook anunciou o fechamento de *todas* as lojas físicas da empresa fora da China (que são quase 470!) até o dia 27 de março.

Na carta, o executivo deixa claro que todos os milhares de empregados da Apple afetados receberão seus salários normalmente, mesmo com as lojas inoperantes.

Publicidade

Além disso, a Apple dobrará toda e qualquer doação feita por empregados para a causa do COVID-19. Até agora, a companhia já destinou US$15 milhões no combate ao vírus.

Aos que quiserem/precisarem comprar produtos da Apple, suas lojas online — e o app Apple Store — continuam operando normalmente em todo mundo. Todavia, diante dessa situação, acho que o rumor de um novo MacBook Air sendo lançado na semana que vem não será concretizado. O momento não é esse.

Ainda ontem, a Apple também anunciou que a Worldwide Developers Conference (WWDC) 2020 será toda online.

Publicidade
Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…