Zoom envia dados para o Facebook mesmo se você não tiver uma conta na rede [atualizado] Essa é a segunda polêmica da empresa envolvendo privacidade

Zoom

O Zoom (serviço de reuniões online e videoconferência) está surfando uma bela de uma onda com o surto do Coronavírus (COVID-19). Isso porque o uso desse tipo de recurso simplesmente explodiu, já que muita gente está trabalhando de casa, em quarentena, e precisa se comunicar com seus colegas de trabalho.

Para termos uma ideia, as ações da empresa subiram mais de 30% recentemente, elevando o valor de mercado dela para mais de US$40 bilhões. O tweet abaixo resume muito bem as coisas:

As ações do Zoom mais que dobraram este ano e a empresa vale mais em valor de mercado do que companhias aéreas e hotéis… via @nytimes

O problema? A empresa tem lá suas polêmicas. Em meados de 2019, ela se meteu numa enrascada envolvendo privacidade. Agora, mais uma: segundo a Motherboard, o aplicativo do Zoom para iOS envia informações (dados de análise) para o Facebook mesmo que o usuário não tenha uma conta na rede social.


Ícone do app ZOOM Cloud Meetings

ZOOM Cloud Meetings

de Zoom

Compatível com iPadsCompatível com iPhones
Versão 5.0.4 (105.9 MB)
Requer o iOS 8.0 ou superior

O Facebook receber essas informações não é nenhuma novidade, convenhamos. Muitos apps usam o SDK1 da rede social para implementar recursos de uma forma mais fácil; em troca, esses dados são enviados para o conglomerado de Mark Zuckerberg fazer o seu dinheiro. O problema, aqui, é transparência: usuários do Zoom simplesmente não têm como saber que isso está acontecendo.

Segundo Pat Walshe, ativista da Privacy Matters, não há absolutamente nenhum aviso sobre isso na política de privacidade do Zoom. A política até fala que a empresa pode coletar informações do perfil do Facebook do usuário (quando alguém usa os dados da rede para fazer login no Zoom), mas não menciona explicitamente nada sobre o envio de dados ao Facebook, independentemente de você ter ou não uma conta na rede social.

Funciona assim: ao baixar e abrir o app, o Zoom se conecta à API2 Graph do Facebook (a principal forma de desenvolvedores trocarem dados com o Facebook). O Zoom então notifica o Facebook quando o usuário abre o aplicativo, enviando detalhes sobre o dispositivo, o fuso horário, a cidade, a operadora de telefonia e um identificador de anunciante exclusivo criado pelo dispositivo do usuário que as empresas podem usar para direcionar propagandas.

Perguntado, o Facebook disse que exige transparência dos desenvolvedores com seus usuários sobre os dados que seus aplicativos enviam para a rede; o Zoom, por outro lado, não respondeu a solicitação da Motherboard.

via iMore

Atualização 27/03/2020 às 21:52

Rapidamente, o Zoom atualizou seu app para iOS a fim de remover o código responsável por enviar os dados ao Facebook.

Eis a declaração da empresa enviada ao Motherboard:

O Zoom leva a privacidade de seus usuários extremamente a sério. Originalmente, implementamos o recurso “Login com Facebook” usando o SDK do Facebook para fornecer aos nossos usuários uma outra maneira conveniente de acessar nossa plataforma. No entanto, fomos informados recentemente de que o SDK do Facebook estava coletando dados desnecessários do dispositivo.

Nós removeremos o SDK do Facebook e reconfiguraremos o recurso para que usuários ainda possam fazer login com o Facebook pelo navegador. Usuários precisarão atualizar para a versão mais recente do nosso aplicativo assim que ele estiver disponível para que essas alterações ocorram, e nós encorajamos que todos façam isso. Nós sinceramente nos desculpamos por isso e continuamos firmemente comprometidos com a proteção dos dados de nossos usuários.

Ou seja, eles jogaram a responsabilidade para a rede social. O Motherboard já testou a nova versão e confirmou que ela não envia mais dados para a empresa de Mark Zuckerberg.

Posts relacionados

Comentários