iPad Pro desmontado pela iFixit

Alguns rumores antes do lançamento dos novos iPads Pro sugeriam que esses modelos ganhariam o chip U1 incorporado nos iPhones 11, 11 Pro e 11 Pro Max. Esse, porém, não é o caso, de acordo com uma análise aprofundada da iFixit.

Publicidade

É vero que o desmonte dos novos tablets foi feito pela firma há alguns dias, mas de cara não foi visto nenhum sinal do chip U1 no gadget. Após concluir o restante da investigação (com a remoção da “blindagem” da placa lógica), a iFixit pôde confirmar que não há sinal do novo chip; a firma também disse que não há antenas ou recortes de banda ultralarga no chassi do tablet.

Embora o chip U1 não ofereça recursos adicionais de forma geral — além de melhorias no AirDrop —, é certo que ele está no centro de futuros recursos da Apple, a exemplo do vindouro acessório de rastreamento “AirTags ou em recursos de navegação interna com realidade aumentada.

Justamente por isso, é no mínimo curioso a ausência desse chip nos novos iPads Pro, que possuem um forte foco em RA. Não obstante, se as especulações acerca do lançamento de mais um modelo do tablet forem verdadeiras, quem sabe veremos a implantação dessa tecnologia nos iPads [Pro] da Maçã ainda este ano.

Recurso de segurança nos microfones

Apesar de não contar com o novo chip U1, os iPads Pro recém-lançados incorporam um recurso de segurança até então existente somente em MacBooks [Air/Pro], o qual desconecta os microfones quando a tampa é fechada para impedir a interceptação do som sem o conhecimento do usuário.

A versão mais recente de um documento do Apple Plataform Security explica o recurso no tablet:

Publicidade

Os modelos de iPad a partir de 2020 também possuem desconexão do microfone do hardware. Quando uma case compatível com MFi (incluindo as vendidas pela Apple) é conectada ao iPad e fechada, o microfone é desconectado no hardware, impedindo que os dados de áudio do microfone sejam disponibilizados para quaisquer softwares — mesmo com privilégios de root ou kernel no iPadOS ou no caso de o firmware estar comprometido.

Como dissemos, a Apple começou a implantar esse recurso em MacBooks (2018 e posteriores) equipados com o chip de segurança T2. Vale lembrar que a novidade funciona, até agora, apenas nos novos iPads Pro e somente com o uso de cases com certificação MFi.

via MacRumors, 9to5Mac

Atualização, por Rafael Fischmann 07/04/2020 às 06:25

Se alguém ainda duvidava da análise da iFixit, John Gruber tratou de confirmar a suspeita no Daring Fireball:

Confirmei com um passarinho que certamente saberia a resposta: “não há um chip U1 no novo iPad Pro” e, se houvesse um, a Apple sem dúvida teria nos dito.

Então aí está.

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…