Nova reportagem rebate rumor sobre o fim da marca Beats Bota casaco, tira casaco…

Hoje mais cedo, falamos aqui sobre um rumor, trazido pelo leaker Jon Prosser, que levantou sobrancelhas de todo mundo: segundo ele, a Apple estaria planejando lançar dois novos modelos de AirPods ainda em 2020, aumentando a família dos seus fones de ouvido para, *eventualmente*, matar a marca Beats. Seria possível?

Bom, segundo uma nova reportagem publicada pelo 9to5Mac, não. O site apurou a informação trazida por Prosser e determinou, com suas fontes, que encerrar a marca Beats — mesmo a longo prazo — não é um plano que a Apple tem no momento e nem uma estratégia que sequer estaria sendo considerada pela empresa.

A Beats é uma empresa de hardware lucrativa e há um segmento de consumidores que compram a marca Beats justamente porque não querem ser associados às marcas AirPods/Apple.

As razões para a marca Beats permanecer são, de certa forma, óbvias — a começar pelo fato de que a subsidiária da Maçã oferece um catálogo completo de produtos na área de áudio. Fones de ouvido com fio, sem fio e/ou pensados para a prática de esportes, headphones supra-auriculares (on-ear), circumaurais (over-ear), alto-falantes Bluetooth… a lista vai longe e, se a Apple quisesse encerrar a marca, teria de gastar anos na prancheta de design criando alternativas próprias para manter a base de usuários.

Além disso, como evidenciado pelo tweet acima, ter uma marca separada para esse segmento é benéfico para a Apple. Apesar das associações óbvias entre a Maçã e a Beats (os fones da empresa já eram vendidos nas Apple Stores muito antes da aquisição, por exemplo), há um público-alvo separado, bem particular, que se interessa especificamente pela marca Beats e seus porta-vozes, como Dr. Dre e Jimmy Iovine (fundadores da marca), esportistas, artistas, modelos e outras celebridades com grande poder de influência, por exemplo. A Beats é fashion, portanto — algo que a Apple tentou, mas nunca conseguiu de fato conquistar.

Portanto, a tendência é que a Apple traga a Beats cada vez mais para perto de si — colocando nos fones da subsidiária as mesmas tecnologias que equipam os AirPods, como o chip H1 ou a tecnologia de cancelamento de ruído. Matar a marca, por outro lado, parece ser uma estratégia que realmente não está nos planos da Maçã — ao menos é o que ditaria a lógica mais óbvia.

Opiniões?

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários