A Apple continua alavancando seus esforços no combate à pandemia do Coronavírus (COVID-19) com o desenvolvimento de mais ferramentas que podem ajudar a população neste período.

Publicidade

Entre as ações mais recentes, a empresa lançou um portal colaborativo para informar pontos de testagem para a COVID-19 nos Estados Unidos, os quais serão exibidos no app Mapas (Maps).

Com isso, serviços de saúde e laboratórios podem se registrar como locais de teste; a Apple analisará a solicitação e, após aprovação, o local aparecerá no Mapas.

Local de testagem da COVID-19 no Apple Maps

Os mapas exibirão, além do local, o profissional de saúde associado, o número de contato, o site e as informações sobre o tipo de local do teste. A Apple também está pedindo aos prestadores de serviço que informem se exigirão uma consulta médica e se isso precisará ser agendado previamente.

Embora o processo seja semelhante à plataforma ‌Apple Maps‌ Connect, a qual normalmente é usada por empresas para adicionar informações ao ‌Mapas, o novo serviço inclui informações específicas para os locais de teste da COVID-19. Ainda não há informações se a companhia expandirá a iniciativa para outros países.

Aplicativo para socorristas

A Apple e a Universidade de Stanford se uniram para criar um novo app para iOS que fornece a socorristas (policiais, bombeiros e paramédicos) na área da Baía de San Francisco (Bay Area, na Califórnia) informações atualizadas e de segurança relacionadas à pandemia do Coronavírus.


Ícone do app First Responder COVID-19 Guide

First Responder COVID-19 Guide

de Stanford University

Compatível com iPhones
Versão 7.0.2 (38.1 MB)
Requer o iOS 13.0 ou superior
🇺🇸 Indisponível na App Store brasileira!
Screenshot do app First Responder COVID-19 GuideScreenshot do app First Responder COVID-19 GuideScreenshot do app First Responder COVID-19 GuideScreenshot do app First Responder COVID-19 GuideScreenshot do app First Responder COVID-19 GuideScreenshot do app First Responder COVID-19 Guide

O aplicativo inclui um questionário de triagem para ajudar socorristas a determinar se devem indicar o teste para a COVID-19 com base nos sintomas, no histórico médico e na exposição de um paciente. Se o app recomendar o teste, o socorrista poderá agendar uma consulta de alta prioridade em um dos pontos de testagem.

O app utiliza os frameworks ResearchKit e CareKit da Apple, disponibilizando, ainda, um guia com as melhores práticas para se manter protegido, além de vídeos semanais com informações mais recentes sobre a pandemia e suas implicações, entre outros recursos.

Publicidade

A Universidade de Stanford também planeja expandir a capacidade dos testes de alta prioridade para atender funcionários de serviços essenciais como balconistas de supermercado e funcionários de serviços públicos.

Os EUA têm hoje mais de 560 mil casos confirmados da COVID-19, com mais de 22 mil mortes.

AppleCoronavirus.com

Por fim, a Maçã comprou recentemente o domínio AppleCoronavirus.com, como indica o registro na plataforma WHOIS. A empresa tomou posse do domínio na sexta-feira passada (10/4), quando anunciou uma parceria com o Google no combate ao Coronavírus.

Registro de domínio da Apple

As informações listam a Apple como a organização responsável pelo registro e a CSC Corporate Domains (uma empresa que protege nomes de domínio para grandes corporações) como órgão registrador. Ao tentar acessar a página, entretanto, ela não leva para um site ativo — logo, ainda não se sabe qual a finalidade da plataforma e/ou quando ela será lançada.

Pode ser que, em breve, o domínio simplesmente redirecione para apple.com/covid19/.

via Apple World Today, AppleInsider, MacRumors

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…