É oficial: o novo iPhone SE está entre nós [atualizado: comercial]

O 9to5Mac errou a data, mas acertou o nome; Jon Prosser (que está provando ter boas fontes dentro da Apple) acertou a data, mas errou o nome: a Apple acabar de anunciar a aguardada — e bastante vazada — nova geração do iPhone SE, modelo 2020.

Publicidade

Esse é o tal “iPhone 9” que falávamos em rumores há meses, e que a Apple deve ter preferido não nomear desta forma para não gerar uma confusão à toa. Ora, ela lançou o iPhone X (10) em 2017, o 11 em 2019, e lançaria o “9” em 2020? Complicado.

Quando o primeiro iPhone SE foi lançado, em 2016, muitos associaram essa “Special Edition” a um iPhone menor — afinal, na época ele tinha componentes internos do iPhone 6s, só que colocados dentro da clássica carcaça do iPhone 5s, com sua telinha de 4 polegadas. A ideia aqui é a mesma: a carcaça de um iPhone antigo (no caso, a do 8 — com laterais de alumínio num “sanduíche” de vidro, incluindo certificação IP67), com componentes modernos.

Então é isso: por fora, o novo iPhone SE é virtualmente idêntico ao 8 — que está saindo de linha hoje, é claro —, com a boa e velha tela de 4,7 polegadas (com tecnologia True Tone e nada de 3D Touch, como os mais recentes), molduras grandes, botão de início com Touch ID, recarga sem fio (Qi), etc. Por dentro, temos um chip A13 Bionic (sim, o mesmo que equipa os iPhones 11, 11 Pro e 11 Pro Max) e outros componentes atualizados, como Wi-Fi 6 e Gigabit LTE; a câmera traseira é uma só, mas é aparentemente a mesma grande-angular principal dos iPhones mais recentes, de 12 megapixels com abertura f/1.8 e capacidade de filmar em 4K a 60 quadros por segundo.

“O primeiro iPhone SE foi um sucesso entre muitos clientes que adoraram sua combinação única de tamanho pequeno, desempenho sofisticado e preço acessível; a nova segunda geração do iPhone SE se baseia nessa grande ideia e a melhora de todas as formas — incluindo o melhor sistema de câmera única de sempre para ótimas fotos e vídeos — e ainda sendo muito acessível”, disse Phil Schiller, vice-presidente sênior de marketing mundial da Apple.

“O iPhone SE incorpora o desempenho líder da indústria do A13 Bionic, proporcionando ótima duração da bateria, fotos impressionantes com Modo Retrato e HDR Inteligente, gravação de vídeos incríveis com áudio estéreo, é ótimo para jogos e navegação na web super-rápida, e é construído com o mesmo recursos de segurança líderes do setor que nossos clientes esperam. Mal podemos esperar para colocar o iPhone SE nas mãos dos clientes”, concluiu Schiller.

O novo iPhone SE entrará em pré-venda nos Estados Unidos e outros países nesta sexta-feira (17/4), com previsão de entrega para o dia 24/4, e partirá de US$400 para um modelo de 64GB, disponível também em versões de 128GB (US$450) e 256GB (US$550). Ele será vendido nas cores branca, preta e vermelha — esta última, parte da campanha (PRODUCT)RED de combate à AIDS na África mas agora também reunindo doações para a pandemia do Coronavírus (COVID-19) —, todas elas com a parte frontal preta.

Preços no Brasil

Por ora, não há previsão de quando o aparelho chegará ao Brasil — mas já temos seus preços:

  • 64GB: R$3.699 em até 12x ou R$3.329,10 à vista
  • 128GB: R$3.999 em até 12x ou R$3.599,10 à vista
  • 256GB: R$4.499 em até 12x ou R$4.049,10 à vista

Lançamento em plena pandemia

É no mínimo esquisito ver a Apple lançando um novo iPhone — poucas semanas depois de nos trazer também novos iPads Pro e um novo MacBook Air — em plena pandemia do Coronavírus (COVID-19), mas ela, assim como qualquer outra empresa no planeta, está se esforçando para manter seu negócio funcionando mesmo com toda essa adversidade.

Claro que muita gente não vai nem sequer cogitar investir em um novo iPhone neste momento (e nem deveria, mesmo), mas grosso modo o que estamos vendo hoje é um iPhone 8 atualizado/melhorado e US$50 mais barato lá fora. Ou seja, não há muito o que reclamar disso.

Publicidade

Esse novo iPhone SE pode ser uma boa opção para quem eventualmente de fato precisar de um novo aparelho e não queira gastar muito, para quem não se importa com as últimas tecnologias (tela ocupando a frente inteira, Face ID, etc.) mas não abra mão do iOS, como uma alternativa mais barata para pais darem a seus filhos e por aí vai.

Atualização 15/04/2020 às 13:30

A Apple já divulgou no YouTube um primeiro comercial do novo iPhone SE, todo em português:

Preto, branco ou vermelho. Design compacto de 4,7 polegadas. Fotos com qualidade de estúdio. Vídeo 4K de alta definição. Bateria de longa duração. Chip A13 Bionic, o mais rápido em um smartphone. E a segurança do Touch ID, com privacidade que vem de fábrica. iPhone SE. É muito iPhone por menos.

Ficou bacana. 😉

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…