Mais um dia, mais notícias do Apple TV+.

Publicidade

Hoje, especificamente, temos duas boas notícias para o serviço de streaming da Maçã, uma não tão boa assim e… mais um vídeo de “Helpsters”, é claro!

Sucesso de “Defending Jacob”

“Defending Jacob” foi lançada há duas semanas com um elenco de peso e uma história envolvente — e o resultado disso, como costuma acontecer, foi uma recepção bem calorosa do público. A Apple não divulga números de audiência das suas séries, mas fontes da indústria informaram ao Deadline que os números da mais recente minissérie da Maçã são animadores!

Série "Defending Jacob"

De acordo com as estimativas, “Defending Jacob” rapidamente escalou as tabelas e se posicionou entre as três séries do Apple TV+ com melhores estreias. E mais: em dez dias de disponibilidade, a audiência da produção cresceu 500% — colocando-a como a segunda mais popular da plataforma, atrás apenas de “The Morning Show”.

Publicidade

Os espectadores de “Defending Jacob” parecem ter agarrado a minissérie: de acordo com as fontes, quase a totalidade dos usuários que assistiram ao primeiro episódio da produção deram o play nos dois capítulos seguintes — e já assistiram, também, ao quarto episódio, liberado no último dia 1º. Trata-se de um engajamento muito maior do que a média da indústria.

O quinto episódio da minissérie (de um total de oito) foi liberado ontem. Quem está assistindo?

“Dickinson” indicada ao Prêmio Peabody

Seguindo com as boas notícias, a série “Dickinson” foi indicada ao Prêmio Peabody — ou, mais precisamente, o George Foster Peabody Award, que premia produtos midiáticos os quais contam histórias “atraentes e empoderadoras”, sem necessariamente levar em conta popularidade. É a primeira indicação do Apple TV+ ao prêmio.

Publicidade
Pôster de "Dickinson"

Ao todo, para os Prêmios Peabody de 2020, são 60 indicados nas áreas de documentários, notícias, podcast/rádio, serviços públicos, programação infanto-juvenil e entretenimento — que é justamente a categoria na qual “Dickinson” está concorrendo, junto a 12 outros indicados. São eles:

  • “Chernobyl” (HBO)
  • “David Makes Man” (OWN)
  • “Dickinson” (Apple TV+)
  • “Fleabag” (Amazon Prime Video)
  • “Float” (Disney+)
  • “Good Omens” (Amazon Prime Video)
  • “Our Boys” (HBO)
  • “Ramy” (Hulu)
  • “Stranger Things” (Netflix)
  • “Succession” (HBO)
  • “Unbelievable” (Netflix)
  • “Watchmen” (HBO)
  • “When They See Us” (Netflix)

Os indicados foram escolhidos por um júri composto de 19 pessoas da área do audiovisual, e 30 vencedores serão anunciados em uma data a ser divulgada nos próximos meses — a tradicional cerimônia de premiação dos Peabody Awards foi cancelada, obviamente por conta da pandemia do novo Coronavírus (COVID-19).

Dificuldades para manter assinantes

Mesmo com as boas notícias, a Maçã ainda tem um longo caminho pela frente antes de considerar o Apple TV+ um sucesso. O site Flixed, focado em serviços de streaming, fez uma pesquisa entre seus leitores — apenas aqueles que assinam mais de duas plataformas puderam participar — e obteve números não muito animadores para a gigante de Cupertino.

Publicidade

A média de satisfação do Apple TV+ foi de 3,12 pontos em 4 possíveis — um número satisfatório, porém abaixo de quase todos os rivais; a Netflix foi a mais bem-avaliada, com 3,41 pontos. Para piorar, enquanto 83% dos assinantes da Netflix afirmaram ter planos de continuar pagando pelo serviço ao longo do próximo ano, esse índice caiu para apenas 44% no caso do Apple TV+, o pior número entre todos os serviços pesquisados.

Em uma nota mais positiva, o Flixed fez uma análise também das plataformas mais bem-avaliadas por categoria. O Apple TV+ apareceu como a segunda mais aclamada no quesito “Preço”, atrás apenas do Amazon Prime Video — de longe, o fator mais determinante para a escolha do serviço de streaming, segundo os usuários pesquisados.

Pesquisa da Flixed

Apesar disso, a plataforma da Maçã ficou de fora do Top 3 em todas as outras categorias. A Netflix foi a campeã nos quesitos “Qualidade de vídeo”, “Títulos novos ou recentemente lançados”, “Conteúdo original” e “Interface de usuário”; o Disney+ se sobressaiu nos fatores “Catálogo de filmes” e “Conteúdo para toda a família”; o Hulu foi o campeão no quesito “Catálogo de séries”; e o YouTube TV venceu na categoria “Seleção de canais de TV ao vivo”.

E aí, concordam?

Novo vídeo de “Helpsters”

Por fim, como não poderia deixar de ser, temos mais um vídeo de “Helpsters” — ou, mais especificamente, da minissérie online “Helpsters Help You”, na qual os personagens do programa ajudam crianças a realizar tarefas e lidar com situações difíceis.

No terceiro episódio, chamado “Scavenger Hunt” (“Caça ao Tesouro”), Cody ensina aos pequenos uma brincadeira que pode ser jogada entre amigos, mesmo cada um em sua casa:

Fofo, não?

via Cult of Mac, Apple World Today, The Loop

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…