Gradiente leva sua briga com a Apple para o STF Imbróglio, que já dura oito anos, gira em torno da marca "iPhone"

Gradiente iphone

Acreditem se quiser, mas a disputa da Gradiente (hoje chamada IGB Eletrônica) com a Apple pela marca “iPhone” no Brasil continua.

A última vez que cobrimos esse caso aqui no site foi em setembro de 2018, quando o Superior Tribunal de Justiça (STJ) deu parecer favorável à Apple, alegando que o uso da marca não seria exclusivo da Gradiente.

A sentença, na época, foi a seguinte:

Permitir que a empresa ré [Gradiente] utilize a expressão IPHONE de uma forma livre, sem ressalvas, representaria imenso prejuízo para a Autora [Apple], pois toda fama e clientela do produto decorreram de seu nível de competência e grau de excelência. A pulverização da marca, neste momento, equivaleria a uma punição para aquele que desenvolveu e trabalhou pelo sucesso do produto.

Pois bem, quem achava que aquele era o fim da novela se enganou; o caso acaba de chegar ao Supremo Tribunal Federal (STF) brasileiro, conforme noticiou Lauro Jardim, de O Globo.

Quando o imbróglio todo começou, há oito anos, a Gradiente ainda era uma marca atuante no Brasil. Hoje em fase de recuperação judicial, provavelmente o nome dela já soará até estranho aos ouvidos dos mais jovens.

Continuaremos acompanhando os próximos capítulos dessa novela, é claro, que em duração certamente só perde para “Malhação”.

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários