Monitore sites e servidores com recursos flexíveis e avançados usando o Simon para Mac

Há inúmeros motivos pelos quais alguém ou alguma empresa pode querer/precisar monitorar sites e servidores. Aqui no MacMagazine, nós fazemos isso para sermos notificados no momento exato em que mudanças importantes acontecem nas páginas do site da Apple, por exemplo, para lhes trazer notícias sempre fresquinhas.

Publicidade

Até um tempo atrás, eu usava um software para essa tarefa chamado Changes Meter que era bem simples, mas cumpria a sua tarefa básica com louvor. O problema é que ele estava abandonado e, como não foi rescrito em 64 bits, deixou de funcionar no macOS Catalina.

Foi aí que, há algumas semanas, cheguei ao Simon. Ele está atualmente na sua versão 4.3.1, mas vejam só: a 1.0 foi lançada em dezembro de 2002(!), ou seja, estamos tratando aqui de um software extremamente maduro e que, com tantos anos de estrada, evoluiu a ponto de basicamente ser equipado hoje em dia com qualquer recurso que se possa imaginar para o que se propõe.

O vídeo abaixo dá uma boa ideia da coisa:

Publicidade

Ou seja, para monitorar sites/servidores você dispõe de inúmeras configurações como frequência de verificações, qual serviço quer utilizar (HTTP, FTP, DNS, IMAP/POP, SMTP, ping…), inúmeros filtros para análise dos dados, como você quer ser notificado (push, email, SMS, tweet…), se deseja gerar relatórios e mais.

O Simon é tão completo que até assusta, quando você o abre pela primeira vez. Confesso que cheguei a pensar que ele seria “areia demais pro meu caminhãozinho”, mas fui fuçando e, para uma ou outra coisinha, contei com o excelente suporte da desenvolvedora Dejal Systems, até que consegui deixá-lo exatamente de acordo com o que eu precisava. E como funciona bem!

Em cada um dos seus testes, você pode conferir um preview de como o Simon está “enxergando” ele, todo o histórico de verificações, detalhes do que mudou em uma determinada checagem (isso é muito útil!) e uma listagem de possíveis falhas ao rodar o teste.

Publicidade

Uma coisa que certamente ajudaria aos novatos é se o Simon estivesse traduzido para o português, mas em sua versão atual ele está somente em inglês, francês, alemão e japonês. Fica a dica: quem aí estiver disposto a localizá-lo ganha uma licença em troca. 😉

O Simon requer o macOS 10.10 ou superior e está em promoção por tempo limitado, saindo por US$60 em sua licença completa; quem tem alguma versão anterior pode fazer o upgrade pela metade do preço. Certamente não é para qualquer um, mas os que precisam de algo do tipo, quando conhecerem o software a fundo, acharão esse valor uma pechincha. Baixe-o aqui e comece a testá-lo já, sem ter que pagar nada inicialmente.

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…