Finalmente temos, em primeira mão, boas notícias para brasileiros donos de Apple Watches que precisam/querem ter acesso ao recurso de eletrocardiograma (ECG) — e às notificações de ritmo irregular — em seus relógios.

Publicidade

Mas antes, façamos uma breve recapitulação de tudo.

Expansões

O ECG foi anunciado junto ao Apple Watch Series 4, em 2018, e poucos dias depois foi oficialmente lançado nos Estados Unidos. Em março de 2019 (ao lançar o watchOS 5.2), tivemos a sua primeira expansão, englobando diversos países europeus e Hong Kong; em setembro passado, ele chegou à Índia.

Em março de 2020, a Apple lançou o recurso no Chile, na Nova Zelândia e na Turquia; e agora, neste mês de maio, ele chegou à Arábia Saudita.

Publicidade

Ou seja, estamos falando de uma expansão constante, mas bem lenta.

O recurso

Para usar o ECG, é preciso comprar um Apple Watch e configurá-lo em um desses países, já que o recurso faz uso da localização do usuário para validar a ativação.

Recentemente, a Apple passou a guardar a informação da ativação do ECG no iCloud (na nuvem); desta forma, ao formatar o relógio (por conta de algum problema) ou ao adquirir um Apple Watch novo (incluindo o modelo brasileiro), basta configurá-lo com o seu ID Apple para usar o recurso sem precisar reativá-lo.

ECG - Apple Watch

Mas isso, como explicado, só funciona para quem tem/teve um Apple Watch de algum desses países e ativou o recurso fora do Brasil em algum momento no passado.

Ao ativar o ECG, o Apple Watch também passa a notificar usuários quando identifica um ritmo cardíaco irregular que pareça ser fibrilação atrial (AFib).

E o Brasil?

Para o ECG poder ser configurado pela primeira vez em um Apple Watch brasileiro, a Apple precisa da autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Em abril de 2019, nós comunicamos em primeira mão que a Apple ainda não havia feito o pedido de registro do ECG no Brasil; em setembro de 2019, em novo contato com a Anvisa, apuramos que o cenário permanecia igual.

Publicidade

Em dezembro passado, contudo, tivemos novidades. Nós informamos — também com exclusividade — que a Apple havia se reunido com a equipe técnica da agência para entender os requisitos necessários para a regularização do ECG no país. Como explicamos na época, a regularização envolve uma série de autorizações estaduais e/ou municipais antes da regularização nacional, e que, uma vez protocolado o pedido, a análise leva cerca de 60 dias.

O tempo passou, 2020 chegou, e nada de a Apple solicitar o registro do ECG — ou seja, em nenhum momento esse atraso todo foi culpa da Anvisa. Agora, em maio, finalmente a situação avançou.

O MacMagazine apurou que a solicitação do registro do ECG na Anvisa foi feita no dia 4 de maio (há apenas três semanas, portanto), e que ele será aprovado hoje (25/5). O processo foi bem mais célere do que a Anvisa previa, provavelmente porque a Apple já lhe entregou uma documentação bem completa com base nas informações obtidas na reunião de dezembro.

Assim, com a autorização da agência em mãos, a Apple finalmente poderá liberar a ativação do ECG em território brasileiro — é, quase dois anos após o lançamento do recurso.

Quando o ECG e as notificações de ritmo cardíaco irregular serão liberados?

Normalmente, a liberação do ECG e das notificações de ritmo cardíaco irregular em novos países acontece junto ao lançamento de uma nova versão do watchOS. Se isso for mesmo necessário, a Maçã poderia disponibilizar uma versão 6.2.6 com essa novidade — e com as tradicionais correções de bugs/melhorias gerais — ou, pensando num cenário mais demorado, quem sabe só com uma futura versão 6.3 (que deverá entrar em beta em breve).

Outra possibilidade é a Apple ter incorporado o recurso já no watchOS 6.2.5, mas de forma “escondida”; com a aprovação, ela poderia liberar tudo de forma remota, sem a necessidade de uma atualização — como aparentemente aconteceu na Índia.

Independentemente da forma como o ECG e a notificação de ritmo cardíaco irregular serão liberados, o fato é que falta muito pouco para que donos de Apple Watches Series 4 ou 5 brasileiros possam finalmente configurar e usar os recursos pela primeira vez. Agora vai!


Apple Watch Series 5

Apple Watch Series 5

de Apple

Preço à vista: a partir de R$3.599,10
Preço parcelado: em até 12x de R$333,25
Tamanhos: 40mm ou 44mm
Materiais: alumínio, aço inoxidável, titânio ou cerâmica
Características: GPS ou GPS + Cellular
Cores: diversas
Lançamento: setembro de 2019

Botão - Comprar agora

Atualização 25/05/2020 às 13:30

Eis o comunicado oficial da Anvisa relacionado à aprovação dos recursos ECG e ritmo irregular do Apple Watch:

Foi publicada no Diário Oficial da União (D.O.U.) desta segunda-feira (25/5) a Resolução-RE 1.635 da Anvisa, que aprovou dois aplicativos da Apple para medição da frequência cardíaca por meio do Apple Watch, um relógio com diversos recursos tecnológicos inteligentes, entre eles softwares (programas) que auxiliam no monitoramento de dados relacionados à saúde do usuário.

[…] Os produtos foram desenvolvidos pela empresa norte-americana Apple Inc. e, no Brasil, foram cadastrados pela Emergo Brazil Import – Importação e Distribuição de Produtos Médicos Hospitalares Ltda. O cadastro de produtos junto à Anvisa corresponde a uma espécie de registro simplificado. 

Falta agora apenas a Apple liberar tudo para os usuários!

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…