Autorizadas da Apple receberão auxílio por gastos relacionados à COVID-19; lojas do Japão começam a reabrir

Reparo de dispositivos da Apple em lojas da Best Buy

Vamos às últimas notícias da Apple relacionadas à pandemia do novo Coronavírus (COVID-19)? Vamos lá.

Publicidade

Auxílio a autorizadas

Para começar, uma boa notícia para os Centros de Serviço Autorizados Apple: de acordo com uma nota obtida pelo MacRumors, a Maçã prestará auxílio financeiro às suas autorizadas ao redor do mundo por gastos relacionados à COVID-19.

De acordo com a matéria, a Maçã arcará com as despesas relacionadas a materiais de limpeza, itens de higiene e de proteção, como máscaras e protetores faciais. O auxílio será disponibilizado por meio de acréscimos nos pagamentos feitos por cada reparo realizado nas autorizadas.

O auxílio será realizado globalmente, mas ainda não há mais informações sobre quando os pagamentos começarão a ser realizados. Ficaremos de olho.

Lojas no Japão

Enquanto isso, a Apple continua sua jornada de reabertura de lojas em países que já estão implementando medidas de retomada à “normalidade”. Desta vez, estamos falando de duas lojas no Japão: a Apple Fukuoka e a Apple Nagoya Sakae, que passaram os últimos meses fechadas e reabrirão na próxima quarta-feira (27/5).

Apple Fukuoka
Apple Fukuoka

Como no restante do varejo já reaberto, as lojas da Maçã em Fukuoka e Nagoya terão horários reduzidos de funcionamento, com abertura somente ao meio-dia; o foco dos espaços será nos reparos e serviços de suporte, com a orientação de que compras continuem sendo feitas nos canais online da empresa. Consumidores terão suas temperaturas medidas na entrada e precisarão usar máscaras (que serão fornecidas, caso necessário).

As oito demais lojas da Apple na Terra do Sol Nascente, por ora, continuam fechadas e ainda não têm previsão de reabertura.

Letônia adotando framework

Por fim, a Reuters publicou uma reportagem detalhando a adoção dos países europeus ao framework de combate ao Coronavírus criada pela Apple e pelo Google. Alguns dos países já tinham sido comentados em outras matérias, como a Alemanha, mas um deles é novidade: a Letônia.

Exemplo de interface da Apple para o framework de notificação da COVID-19
Exemplo de interface da Apple para notificação da COVID-19

Segundo a reportagem, o país será um dos primeiros a lançar um aplicativo conectado ao seu sistema nacional de saúde: o Apturi Covid (Pare o Covid), plenamente integrado à API1 da Apple e do Google e com suporte às notificações de contato com possíveis pessoas infectadas. Cidadãos da Letônia, caso diagnosticados com a COVID-19, poderão optar por compartilhar seu histórico de contatos com as autoridades de saúde locais.

No geral, a reportagem da Reuters afirma que 22 países já confirmaram o uso do framework da Apple e do Google — um número significativo, mas muito distante das ambições globais das empresas. É provável que outros países entrem a bordo nos próximos dias/semanas (como o Reino Unido, que está ensaiando uma reviravolta na sua decisão). Vamos ver.

via AppleInsider, 9to5Mac

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…