Concertino, cliente do Apple Music focado em música clássica, agora tem aplicativo próprio O cliente é gratuito — e 100% brasileiro

No ano passado, falamos aqui sobre o Concertino, um cliente brasileiro para o Apple Music pensado especialmente para os fãs de música clássica — com organização, lógica de uso e destaque para informações pertinentes a esse tipo de produção, em vez do foco na música popular1 que é regra nas plataformas de streaming.

Publicidade

À época, entretanto, o Concertino só existia como um web app — o que funciona muito bem nos computadores, mas apresentava alguns conflitos de compatibilidade/funcionamento bem chatinhos em navegadores móveis. Pois agora tudo mudou: seu desenvolvedor, Adriano Brandão, lançou recentemente um aplicativo oficial do cliente na App Store.


Ícone do app Concertino

Concertino

de Adriano Brandao

Compatível com iPadsCompatível com iPhones
Versão 1.20.922 (6.5 MB)
Requer o iOS 13.0 ou superior
Screenshot do app ConcertinoScreenshot do app ConcertinoScreenshot do app ConcertinoScreenshot do app ConcertinoScreenshot do app ConcertinoScreenshot do app ConcertinoScreenshot do app ConcertinoScreenshot do app ConcertinoScreenshot do app Concertino

O funcionamento do app é bem parecido com o da sua versão web: é possível navegar por compositores, gênero, período e estilo, além de checar as obras em ordem alfabética. O conteúdo é dividido da forma correta (em movimentos ou atos, por exemplo) e traz uma ficha técnica completa de cada gravação, com créditos à orquestra, aos maestros, aos solistas e a tudo mais que se aplicar.

As estações de rádio do Concertino, que agrupam trabalhos de mesmo estilo, estão ainda melhores no aplicativo: basta escolher o que você quer ouvir e a reprodução será iniciada automaticamente no seu iPhone ou iPad. É possível, claro, fazer playlists com seus trabalhos prediletos ou marcar favoritos no próprio app.

O Concertino continua sendo um aplicativo gratuito e de código aberto, com sua fonte disponível no GitHub. Ele pode ser baixado gratuitamente na App Store, mas vale lembrar que você precisa de uma assinatura do Apple Music para usá-lo em sua plenitude.

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…