Apple passará a aceitar trade-in de Macs nas suas lojas dos EUA e do Canadá [atualizado]

Interior de loja da Apple em Xangai (China)

Embora nunca tenha sido implementado em terras brasileiras, o programa Trade In da Apple é tradicional em vários países. Nele, clientes da Maçã podem entregar seus iPhones, iPads ou Apple Watches à empresa e receber crédito para a compra de um novo dispositivo, num valor que varia de acordo com o modelo e o estado de conservação do dispositivo.

Publicidade

Os Macs também participam do programa de trade-in da empresa há bastante tempo, mas somente via internet; não é possível levar os computadores a uma loja da Maçã para receber o crédito presencialmente. Pois agora isso está para mudar — ao menos nos Estados Unidos e no Canadá.

De acordo com a Bloomberg1, a Apple já começou a informar os funcionários das suas lojas nos dois países de que passará a aceitar Macs no programa de trade-in presencial. A mudança passará a valer na próxima segunda (15/6), nos EUA, e na próxima quinta-feira (18/6) no Canadá.

A ideia, claro, é estimular a troca de Macs entre os seus clientes — é muito mais fácil, afinal de contas, levar a máquina a uma loja (e receber o crédito para a compra de um computador novo alguns minutos depois) do que realizar o processo pela internet, tendo que embalar o dispositivo, enviar pelo correio, aguardar a avaliação da empresa e só então receber um gift card.

Publicidade

De qualquer forma, a nova modalidade de trade-in ainda levará algumas semanas ou meses para funcionar a todo vapor — afinal de contas, um grande número de lojas da Apple nos dois países continuam fechadas por conta da pandemia do novo Coronavírus (COVID-19). Ainda assim, muito melhor, não?

Atualização, por Rafael Fischmann 17/06/2020 às 18:59

Como previsto, a coisa está de fato valendo a partir de hoje.

Para aqueles interessados, parece que isso é agora oficial. Macs não são mais listados como apenas online.

Bacana.

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…