Parceira da Apple já se prepara para fabricar chips “A16” de 3 nanômetros Vem aí, em 2022…

Chip de 7 nanômetros

Vejam como o mundo dá voltas: enquanto a Intel, outrora gigante indestrutível do mundo dos processadores, tem problemas para regularizar a produção de chips de 10 nanômetros, outras fabricantes já estão chegando à metade dessa medida — e indo além!

Publicidade

De acordo com o DigiTimes, a TSMC — parceira da Apple que fabrica os chips da série “A”, os quais equipam todos os iPhones e iPads — está com o cronograma em dia para fabricar um dos primeiros processadores baseados numa arquitetura de 3 (três!) nanômetros. Provavelmente, os chips serão os “A16”, inclusos nos iPhones e iPads de 2022.

Segundo a reportagem, a fabricante já está criando linhas de produção e instalações para a fabricação dos chips de 3nm, com resultados iniciais positivos; o relatório afirma que, num prospecto extremamente positivo, o processador “A15” (em 2021) já poderia ser baseado na arquitetura de 3nm, mas a expectativa mais realista é que o design faça sua estreia nos chips de 2022.

O processador mais recente da Apple, o A13 Bionic, é baseado numa arquitetura de 7nm; todos os rumores indicam que seu sucessor, a ser introduzido nos “iPhones 12”, já reduzirá esse número para 5nm. Segundo o DigiTimes, a TSMC está com a linha de produção do “A14” a todo vapor, mas também já trabalha em melhorias na própria arquitetura de 5nm — talvez para um “A14X” posterior, quem sabe.

Publicidade

Produção do “iPhone 12”

Vale notar que o mesmo DigiTimes publicou, também, uma atualização sobre a produção dos “iPhones 12” — na última semana, para quem não se lembra, eles afirmaram que a fabricação em massa dos aparelhos começaria somente entre julho e agosto, possivelmente causando um atraso no cronograma de lançamentos da Maçã.

Scanner LiDAR no "iPhone 12 Pro"
Renders dos “iPhones 12 Pro” com scanner LiDAR

Pois no relatório mais recente, o site trouxe a perspectiva mais positiva: de acordo com as fontes, a Apple completará a segunda fase de validação e testes dos aparelhos no fim de junho, partindo para a produção em massa no mês seguinte.

Mesmo assim, vale notar, é possível que os aparelhos não cheguem ao mercado em setembro, como de costume — em um cenário comum, a Apple costuma iniciar a produção em massa dos iPhones no início de junho.

Publicidade

Também não sabemos se todos os modelos chegarão ao mercado simultaneamente: há algumas semanas, o analista Ming Chi-Kuo sugeriu que os aparelhos com conectividade 5G mmWave (os “iPhones 12 Pro”, provavelmente) seriam lançados com algumas semanas de atraso, por conta de dificuldades na produção.

Vamos ver, portanto, como isso tudo se dará na realidade.

via iMore

Publicidade
Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…