Apple continuará dependendo bastante da Samsung para produção do “iPhone 12”

Sabemos que a Apple costuma ter duas ou mais fornecedoras, quando possível, de um determinado componente. Dessa forma, ela não fica refém de uma empresa caso algum problema ocorra — além disso, ter diversas parceiras também ajuda a baratear o custo das peças, já que concorrência é fundamental em qualquer mercado.

Publicidade

Falando especificamente de telas, há bastante tempo a Samsung é a principal parceira da Maçã. Para o “iPhone 12”, contudo, leakers e analistas apostavam também na BOE e na LG Display, que poderiam ficar responsáveis pelo fornecimento de displays para os modelos “12” (de 5,4 polegadas) e “12 Max” (de 6,1 polegadas). Contudo, se novas informações que pintaram forem verdadeiras, não será desta vez que a Apple conseguirá depender menos da Samsung.

Um novo relatório do DDaily [Google Tradutor] informa que as telas OLED1 da BOE (as quais vêm sendo testadas desde agosto de 2019) não passaram nos testes de qualidade da Apple e que, por isso, ela não será fornecedora para os futuros iPhones.

Alguns pontos, porém, não foram respondidos pela matéria: a BOE ainda tentará melhorar o processo de fabricação para se tornar fornecedora da Maçã num futuro próximo? A ausência de displays da BOE atrapalhará a produção inicial dos “iPhones 12”? A Samsung, que já seria responsável por cerca de 80% do fornecimento de telas, conseguirá suprir um aumento na demanda? Ou essa tarefa ficará com a LG Display?

Publicidade

Vale notar que não estamos falando de uma empresa qualquer. A BOE é uma das maiores fabricantes mundiais de telas LCD2, fornecendo displays do tipo para iPads e Macs; o problema, aqui, envolve especificamente telas OLED — afinal, segundo rumores, todos os iPhones lançados em 2020 utilizarão essa tecnologia.

via MacRumors

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…