Nova pesquisa mostra Apple Watch ainda como líder do segmento, mas com queda nas vendas As notícias não são de todo ruins para a Maçã, entretanto

Desde que a Apple anunciou que pararia de divulgar os números específicos de vendas dos seus produtos, há cerca de dois anos, o trabalho das firmas de análise ao redor do mundo tornou-se um tanto mais incerto, passando a depender de contatos com fornecedoras e dados terceirizados. Com isso, em alguns casos, as estimativas publicadas por diferentes empresas podem diferir bastante.

Publicidade

Foi exatamente o que aconteceu aqui: no mês passado, a Strategy Analytics falou sobre as vendas globais de smartwatches no primeiro trimestre e colocou a Apple numa posição basicamente intocável, com 7,6 milhões de unidades vendidas e uma fatia de 55% do mercado. Pois os dados divulgados hoje pela Canalys — também sobre vendas globais de smartwatches no primeiro trimestre — pintam um cenário diferente.

De acordo com a firma, a Maçã ainda é líder folgada do mercado, mas sofreu uma queda significativa de vendas em relação ao primeiro trimestre de 2019: foram, segundo a Canalys, 5,2 milhões de Apple Watches vendidos no início de 2020, contra 6 milhões no mesmo período do ano anterior. O market share da empresa, com isso, caiu de 46,7% para 36,3%.

Vendas de smartwatches

O mercado geral de smartwatches cresceu 12% e, de todas as empresas computadas, apenas a Apple e a Fitbit tiveram queda comparativa nas vendas. Já Huawei, vice-líder do segmento, viu um salto apetitoso de 113% no volume de dispositivos despachados — especialmente por ofertas de smartwatches incluídos na compra de smartphones e pelo sucesso do Huawei Watch GT 2, lançado em setembro passado.

Publicidade

A queda do Apple Watch, segundo o analista Vincent Thielke, pode ter um nome: AirPods.

Uma demanda forte por smartwatches do outro lado do mundo ajudou a Apple a compensar a performance lenta do Apple Watch na Europa e na América do Norte, atribuída principalmente aos consumidores da empresa divergirem sua atenção para os AirPods como “o acessório a se comprar”. […] Enquanto as fabricantes de smartphones Android veem concorrentes cada vez mais fortes (como a Xiaomi, a Oppo e a Vivo) em mercados emergentes, o Apple Watch está consolidando uma porção cada vez maior da base de usuários do iOS nesses países, oferecendo uma maior garantia de futuras vendas de iPhones.

Ou seja: no fim das contas, mesmo que as vendas do Apple Watch tenham sofrido uma queda, as notícias são boas para a Maçã. Primeiramente porque, de acordo com a análise, os consumidores estão deixando de comprar os relógios para comprar AirPods, e não aparelhos da concorrência — e se os clientes ficam dentro do cercadinho de Cupertino, não há com o que se preocupar.

Além disso, de qualquer forma, a liderança da Apple no mercado de smartwatches ainda é ampla — seu market share é maior que os da Huawei, da Samsung e da Garmin (segunda, terceira e quarta colocadas) combinados. Ou seja, é um mundo inteiro de usuários plenamente inseridos no ecossistema do iOS que, a princípio, continuarão comprando iPhones ao longo dos próximos anos.

Publicidade

Vamos ver, portanto, as cenas dos próximos capítulos.


Apple Watch Series 5

Apple Watch Series 5

de Apple

Preço à vista: a partir de R$3.599,10
Preço parcelado: em até 12x de R$333,25
Tamanhos: 40mm ou 44mm
Materiais: alumínio, aço inoxidável, titânio ou cerâmica
Características: GPS ou GPS + Cellular
Cores: diversas
Lançamento: setembro de 2019

Botão - Comprar agora

via AppleInsider

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…