Intel continuará oferecendo suporte durante transição para chips da Apple Apesar dos pesares, a relação entre as empresas parece boa

Após o anúncio da Apple de que fará uma nova transição nos Macs — agora para seus chips proprietários (por enquanto chamados de Apple Silicon) —, muitas pessoas caçoaram da Intel nas redes sociais por ela ter “perdido” para a Maçã. Embora seja inegável que a fabricante de chips tenha sentido o baque, ela fez questão de afirmar que continuará sendo uma parceira da Apple e que a apoiará durante a transição para os novos processadores.

Publicidade

De fato, em um comunicado enviado ao AppleInsider, a Intel disse que a Apple é uma cliente “em várias áreas de negócios” — ou seja, a relação entre as duas não se limita ao fornecimento de chips. Apesar disso, a fabricante arranjou um jeito de puxar para o seu lado e dizer que seus produtos ainda são a melhor opção para desenvolvedores:

A Intel continua focada em oferecer as experiências mais avançadas de PCs e uma ampla variedade de opções de tecnologia que redefinem a computação. Acreditamos que PCs equipados com Intel — como aqueles baseados em nossa próxima plataforma móvel “Tiger Lake” — fornecem aos clientes a melhor experiência nas áreas que eles mais valorizam, bem como a plataforma mais aberta para desenvolvedores, tanto hoje quanto no futuro.

Vale lembrar que a Apple também não está “cortando” a Intel imediatamente. Nesse sentido, durante a keynote de abertura da WWDC20 (onde o anúncio da transição foi feito), o próprio Tim Cook enfatizou que a empresa planeja oferecer suporte às futuras versões do macOS para Macs com chips da Intel nos próximos anos, e que novos computadores rodando processadores da Intel ainda serão lançados pela empresa:

De fato, temos alguns novos Macs com chips da Intel pelos quais estamos realmente entusiasmados.

Nesse sentido, mesmo com a transição para o Apple Silicon, Macs atuais ainda serão suportados por vários anos à frente. Geralmente, os produtos da Apple se tornam clássicos (ou seja, a companhia para de oferecer suporte) cinco anos após o último dia de venda de um produto — portanto, considerando que o fim da transição ocorrerá em 2022, esse suporte deverá ser oferecido minimamente até o fim de 2027, por exemplo.

Publicidade

Como informamos, a transição para o Apple Silicon inclui a atualização dos apps para macOS. Para isso, a companhia anunciou um programa com um kit para desenvolvedores composto por, entre vários recursos, um Mac mini equipado com um chip A12Z Bionic.

via AppleInsider

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…