watchOS 7 desabilitará Force Touch em Apple Watches, indicando o fim da tecnologia Será que os Macs seguirão pelo mesmo caminho?

Já tratamos superficialmente desse assunto no nosso segundo compilado de novidades não comentadas pela Apple no evento de ontem, mas vale trazê-lo aos holofotes para aprofundar a situação: sim, o Force Touch morrerá no watchOS 7.

Publicidade

Depois de matar o 3D Touch dos iPhones, a Apple resolveu seguir o mesmo caminho com seus relógios. Uma orientação nas Diretrizes de Interface Humana do watchOS 7 deixa bem claro que a interação por toques pressionados não será mais suportada no Apple Watch:

Toque firme e toque longo. Em versões do watchOS antes do watchOS 7, as pessoas podiam tocar e pressionar a tela para realizar ações como mudar o mostrador do relógio ou revelar um menu oculto, chamado de Menu Force Touch. No watchOS 7 e posteriores, aplicativos do sistema colocarão itens de menu previamente ocultos em uma tela relacionada ou uma aba de configurações. Se seu app traz um gesto de tocar e segurar para abrir um menu oculto, considere realocar os itens deste menu para algum outro lugar.

watchOS 7 sem Force Touch

A mudança já gerou algumas alterações em determinadas áreas do watchOS 7: o botão para limpar todas as notificações, por exemplo, agora surge no topo da lista; não é mais possível pressionar a tela para fazer a opção aparecer, como antes.

Nosso leitor Bruno Nascimento nos explicou que, em alguns casos, a Apple fez a mesma implementação do iOS, substituído o Force Touch por um toque longo na tela (é o que contece quando você quer personalizar um mostrador, por exemplo). O retorno tátil ainda existe, mas temos aquele delay maior.

Publicidade

Já ao visualizar os apps instalados no relógio, o toque longo não faz absolutamente nada quando a visualização está em lista; quando está em grade, os apps entram em estado de “edição” e podem ser apagados (mesmo comportamento do toque longo no watchOS 6).

Claro que ainda estamos na primeira versão beta do watchOS 7 e muita coisa poderá mudar, mas o Bruno comentou que em muitos apps não há ações disponíveis com o toque longo, e que a Apple simplesmente colocou botões/opções na parte inferior ou superior do app, indicando a ação antes realizada pelo Force Touch — quem sabe num movimento de tornar essas ações mais conhecidas, já que o Force Touch basicamente ativa um recurso escondido na interface.

Confira abaixo alguns exemplos, compartilhados pelo Bruno, que mostram novos botões indicando ações antes realizadas pelo Force Touch:

Publicidade

Com efeito, usuários que atualizarem para o watchOS 7 perderão totalmente o suporte ao Force Touch em seus relógios — caminho parecido ao que a Apple fez com os iPhones a partir do iOS 13.

A diferença, claro, é que o Force Touch sempre foi um elemento muito mais crucial para o Apple Watch do que o 3D Touch era no iPhone: em uma tela tão pequena como a dos relógios, ter uma camada extra de interação é um elemento importante para expandir as possibilidades da interface — e trocá-la pelo toque longo, como no iOS, pode não ser uma substituição ideal, assim como colocar mais botões.

A razão específica para a retirada ainda não está clara: nos iPhones, o 3D Touch foi retirado (presumivelmente) para tirar alguns milímetros dos aparelhos e porque o recurso não era muito utilizado, duas razões que certamente não se aplicam ao Apple Watch — ou não, já que a Maçã poderá implementar, quem sabe, uma bateria maior por conta disso.

Publicidade

O fato é que a tecnologia está morta e, portanto, seu hardware naturalmente não deverá estar presente no futuro “Apple Watch Series 6”. Há quem cite que a Maçã está trabalhando num leitor de digitais embutido na tela dos relógios (que conflitaria com o Force Touch), mas esses são, por ora, apenas rumores.

E os Macs?

Com a morte do 3D Touch e do Force Touch, apenas uma linha de produtos da Apple continua com alguma tecnologia sensível à pressão do toque: o Mac — ou, mais precisamente, os trackpads dos MacBooks Air e Pro.

Magic Keyboard do novo MacBook Pro de 13 polegadas visto de cima

Seguindo uma lógica básica, alguém poderia apostar que a Maçã eliminará também a tecnologia dos MacBooks em um futuro próximo. Isso, entretanto, é altamente improvável: nos seus portáteis, a sensibilidade à pressão é importantíssima para simular os cliques no trackpad — um elemento de interação que está presente desde a invenção do mouse, basicamente, e que não deverá ser substituído tão cedo.

Claro, a Apple poderia simplesmente voltar a empregar trackpads mecânicos nos seus MacBooks — o (recém-lançado) Magic Keyboard para iPad Pro tem um, e ele é ótimo. Essa hipótese, entretanto, me soaria como um passo para trás: os trackpads atuais dos MacBooks são basicamente perfeitos do jeito que são, e essa opinião parece ser compartilhada por basicamente todo o mundo tecnológico.

O que vocês acham?


Apple Watch Series 5

Apple Watch Series 5

de Apple

Preço à vista: a partir de R$3.599,10
Preço parcelado: em até 12x de R$333,25
Tamanhos: 40mm ou 44mm
Materiais: alumínio, aço inoxidável, titânio ou cerâmica
Características: GPS ou GPS + Cellular
Cores: diversas
Lançamento: setembro de 2019

Botão - Comprar agora

via MacRumors

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…