Com a transição da WWDC para esse formato 100% online, a Apple adotou a prática de publicar resumos dos principais acontecimentos realizados em cada dia do evento.

Publicidade

Hoje, a Maçã soltou um vídeo resumindo o terceiro dia da conferência (quarta-feira), que pode ser assistido a seguir; abaixo, destacaremos as duas partes mais interessantes.

Recebemos o resumo de vários novos recursos no Game Center, a rede social de jogos da Apple, incluindo conquistas, classificações e feedback tátil para os controladores. Lisa Jackson, vice-presidente de meio ambiente, políticas e iniciativas sociais da Apple, promoveu uma conversa com o ex-procurador-geral Eric Holder sobre o tema raça na América. E aprendemos sobre novas oportunidades na API do seletor de fotos, chaves de carro digitais e muito, muito mais.

Swift Student Challenge

A Maçã destacou mais alguns dos mais de 350 vencedores do Swift Student Challenge, desafio que estimula estudantes de linguagens de programação do mundo todo a criar aplicações, experiências e jogos com o Swift Playgrounds.

Como nós citamos, mais de 50 desses vencedores são brasileiros (nós já conversamos com três, inclusive) — e hoje a Apple destacou mais um deles: Henrique Conte, aluno da Apple Developer Academy de Porto Alegre.

O Henrique criou um joguinho de três minutos para a Touch Bar dos MacBooks Pro; a ideia é ajudar Eleanor, uma intrépida desenvolvedora, a escapar da caverna onde ela se meteu buscando tecnologias exóticas. O jovem desenvolvedor já tem outros aplicativos na App Store, que podem ser conferidos aqui. Parabéns para ele!

A Apple destacou também o trabalho de Louise Pieri, jovem desenvolvedora francesa que criou um projeto chamado Meep, e Devin Green, desenvolvedor dos Estados Unidos de apenas 18 anos que criou um bot de inteligência artificial chamado Stanny. Que talento, hein?

Lisa Jackson e Eric Holder

Enquanto isso, a vice-presidente de iniciativas sociais, políticas e ambientais da Apple, Lisa Jackson, fez uma entrevista remota com Eric Holder, ex-procurador-geral dos EUA. A conversa girou em torno, principalmente, das relações raciais no país e da importância de fomentar a diversidade no mundo tecnológico e na comunidade de desenvolvedores.

Meu querido amigo e ex-colega de gabinete @EricHolder e eu nos sentamos para falar sobre raça nos EUA — a luta que está acontecendo agora mesmo, os problemas sistêmicos que levaram à situação atual e o que nos aguarda. Confira a conversa completa da #WWDC20 aqui: https://developer.apple.com/wwdc20/conversation/

Holder — o primeiro procurador-geral negro dos EUA, entre 2009 e 2015 — afirmou que, com as ferramentas da Apple, desenvolvedores têm todas as condições de construir aplicações que fortaleçam suas comunidades e ajudem as pessoas a lutar por seus direitos:

Se essas comunidades focarem em seus problemas, em união a grandes empresas como a Apple, é possível ter um impacto muito significativo. Nós estamos no início de algo que, no fim das contas, vai levar a algumas mudanças positivas.

Jackson e Holder (que foram colegas de gabinete no governo Obama) falaram também sobre os recentes protestos antirracismo que tomaram conta dos EUA e do mundo, notando que as manifestações forçarão os cidadãos a “ter uma conversa muito necessária”. Eles destacaram, também, o investimento de US$100 milhões feito pela Apple em uma nova iniciativa de equidade e justiça racial.

A entrevista completa de Jackson e Holder pode ser vista aqui.

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…