Hoje mais cedo, falamos aqui sobre a entrevista de Kevin Lynch (vice-presidente de tecnologia da Apple) ao TechCrunch, dando foco ao recurso de lavar as mãos do watchOS 7. Mas Lynch não parou por aí: ele também concedeu entrevistas a uma série de outros veículos, como o The Independent e a CNET, e um outro assunto que merece ser destacado é o monitoramento de sono do novo sistema operacional.

Publicidade

A reportagem da CNET é particularmente reveladora: como contou o jornalista Scott Stein, os recursos de monitoramento de sono do watchOS 7 são mais simples do que aqueles trazidos por dispositivos concorrentes, como os da Fitbit ou o Oura Ring. A solução da Apple traz apenas dados básicos, como duração do sono, frequência cardíaca e interrupções por movimento.

Monitoramento de sono

Segundo Lynch, entretanto, essa foi uma escolha deliberada por parte da Maçã: a empresa passou mais de cinco anos desenvolvendo sua ferramenta de monitoramento de sono e, no processo, percebeu que a métrica mais importante para essa análise é a duração do sono. Informações adicionais, mais complexas, não são lá muito úteis para analisar a qualidade do sono do usuário.

O executivo afirmou o seguinte:

Publicidade

Não é possível treinar a si mesmo para ter mais ou menos estágios de REM. Nós percebemos que essa não era a melhor forma que a Apple poderia adicionar valor ao monitoramento de sono. Nós focamos na transição para a cama, que nós vemos como muito mais adaptável — e com potencial de render uma melhor noite de sono para as pessoas. Isso tem efeitos secundários positivos, como os estágios de REM se ajustando melhor.

Lynch adicionou, como exemplo, que o movimento do braço — uma das métricas analisadas por dispositivos concorrentes — é um dado interessante, mas que não necessariamente traz um mapa completo do cérebro do usuário durante o sono e poderia, portanto, ser dispensado.

O executivo também comentou sobre a abordagem da Apple de oferecer apenas reforços positivos. Assim como em outras ferramentas nativas do watchOS (e diferentemente de outras plataformas), o relógio não “cobra” o usuário caso ele não cumpra sua meta de sono — as notificações são sempre positivas, quando a pessoa tem um ciclo noturno saudável e está cumprindo as próprias metas.

Algumas pessoas têm uma certa ansiedade em relação ao momento do sono, e essa ansiedade por si mesma pode causar mais problemas no sentido de lhe ajudar a dormir. Muita gente sabe naturalmente que não está dormindo o suficiente, então nós não adicionamos nada do tipo [notificações de cobrança]; por outro lado, nós reconhecemos positivamente quando você alcança suas metas.

Naturalmente, só saberemos se a abordagem da Apple é a mais apropriada quando mais gente puder testar os recursos de monitoramento de sono do watchOS 7. Fica a torcida para que a ferramenta ajude o máximo possível de pessoas!


Apple Watch Series 6

de Apple

Preço à vista: a partir de R$4.769,10
Preço parcelado: em até 12x de R$441,58
Tamanhos: 40mm ou 44mm
Materiais: alumínio, aço inoxidável ou titânio
Características: GPS ou GPS + Cellular
Cores: diversas
Lançamento: setembro de 2020

Botão - Comprar agora

via MacStories

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…