Produtos Apple

Há muitos anos, a Apple segue um cronograma bem afinadinho com seus sistemas operacionais — e, hoje em dia, eles são cinco: iOS, iPadOS, macOS, watchOS e tvOS (sem contar o “audioOS”, do HomePod).

Publicidade

Todos eles são apresentados na Worldwide Developers Conference (WWDC), em junho, e a partir daí entram em fase beta — como já entraram as novas versões — por cerca de três meses, sendo oficialmente lançados para todos os usuários em setembro/outubro.

A Apple também costuma iniciar a fase beta exclusivamente com desenvolvedores e, lá pela segunda ou terceira compilação (build), expande os testes para o seu Apple Beta Software Program — que este ano, pela primeira vez, incluirá também o watchOS.

Eu consigo perfeitamente compreender a ansiedade de muitos de vocês, ao saber e ver todas as novidades prometidas para os novos sistemas, não aguentarem e quererem logo instalá-los em seus aparelhos. “Ah, software sempre tem bugs, não deve ser tão ruim assim”, muitos podem pensar.

Publicidade

Mas toda essa fase beta existe por um motivo e, ao contrário por exemplo do que o Google fez por muitos anos, a Apple não chama software nenhum de “beta” à toa. Há uma série de boas razões para você segurar a sua ansiedade e não instalar nenhum sistema beta em seu iPhone, iPad, Mac, Apple Watch ou Apple TV.

Para começo de história, muitos que fazem isso nem são membros do Apple Developer Program, e acabam usando perfis de desenvolvedor “clandestinos” distribuídos em alguns sites por aí. Isso não só é uma violação dos termos da Apple, como pode ser perigoso. Você não sabe exatamente qual a procedência daquele perfil e não há garantia nenhuma de que ele é realmente um perfil oficial da Apple simplesmente distribuído de maneira indevida.

Então, no mínimo, se você quiser mesmo experimentar um sistema beta, ou torne-se membro do Apple Developer Program, ou aguarde a liberação deles pelo Apple Beta Software Program — que, vale notar, é gratuito.

Publicidade

Posto isso, listo a seguir alguns motivos pelos quais não recomendo a instalação de sistemas beta:

  1. Como eu falei acima, para a Apple beta *é* beta. Trata-se de um sistema em desenvolvimento, provavelmente recheado de bugs, instabilidade e certas incompatibilidades.
  2. Não é porque uma determinada versão beta “está legal e estável” que a próxima também estará, ou que estará melhor do que a anterior. Essa fase de desenvolvimento não é linear, então é perfeitamente natural que uma beta 3 venha num estado pior e mais instável do que uma beta 2, por exemplo. Há muitos altos e baixos até o lançamento final.
  3. Por melhor que esteja sendo feito o trabalho da Apple com o sistema operacional em si, esses ~3 meses de fase beta servem, também, para que desenvolvedores conheçam os novos SOs e adaptem seus apps para eles. A Apple nem sequer permite que updates específicos para novos SOs sejam liberados antes da hora, então você não deve (e nem pode, na verdade) reclamar com algum desenvolvedor de que “app XYZ” não está funcionando como esperado num sistema beta — e acredite, muitos podem não funcionar da maneira correta.
  4. Até mesmo os recursos oficiais dos novos sistemas ainda estão em desenvolvimento. No iOS/iPadOS 14 beta 1, por exemplo, ainda não é possível definir um navegador e um cliente de email padrões e, como explicamos nesse vídeo, é possível que isso só vá funcionar perto do lançamento oficial dos novos sistemas, quando os apps puderem ser atualizados para tal.
  5. Uma das formas de a Apple identificar problemas e aprimorar seus sistemas nessas fase beta é rodando, em plano de fundo, uma série de ferramentas de monitoramento e diagnóstico em todos os sistemas operacionais. Isso consome recursos do aparelho e, consequentemente, bateria. Ou seja, é natural que sistemas beta não rodem com a mesma performance de versões finais e é perfeitamente esperado que eles consumam mais bateria. É assim que é.
  6. Desconsiderando probleminhas menores no sistema e em apps, às vezes betas também podem vir com falhas graves a ponto de, por exemplo, inutilizarem (“brickarem”) completamente um dispositivo. Você está preparado para essa possibilidade?
  7. Você não conseguirá puxar um backup de um sistema mais novo num sistema antigo, caso decida depois fazer um downgrade. Às vezes, o próprio processo de downgrade pode ser complicado; no caso do macOS Big Sur, por exemplo, a Apple informou que se a beta dele for instalada no mesmo contêiner APFS de versões anteriores do macOS, atualizações para essas versões anteriores não poderão mais ser instaladas.

Eu não quero dizer, com isso tudo, que ninguém deve instalar sistemas operacionais beta. Essa fase de testes é importantíssima, fundamental para os SOs chegarem “redondinhos” às nossas mãos lá para setembro/outubro. E, às vezes, até mesmo depois de tantos testes eles ainda aterrissam com bugs aqui e ali.

O problema é quem instala beta simplesmente pela ansiedade de instalar e espera ter uma experiência tal como de um sistema final, sem percalços, sem instabilidade, com todos os seus apps funcionando e com a bateria durando como deve. Pior: em vez de ajudar de fato no desenvolvimento do sistema, enviando feedbacks e relatos de bugs para a Apple, prefere ficar reclamando de bugs no Twitter.

Publicidade

Agora, se você compreende tudo isso sobre sistemas beta e está disposto a se aventurar nisso, vá em frente! Melhor ainda é se você tiver um dispositivo extra justamente para isso, de forma a não comprometer o seu principal. É, por exemplo, o que eu fiz por aqui para conseguir gravar todos os vídeos do iOS 14 para vocês. Nem sequer cogito instalar a beta no meu dispositivo principal, por melhor que ela esteja.

No caso do macOS Big Sur, eu particionei um SSD externo e instalei o sistema nele. Também não pretendo atualizar o meu ambiente principal antes do lançamento final.

De novo: eu entendo a ansiedade, e para mim é ainda mais difícil porque eu já tive contato com os novos sistemas e com as novidades que eles trarão. Mas lembrem que paciência é uma virtude e, se você conseguir segurar a onda por um tempinho, poderá se livrar de boas dores de cabeça. Fica a dica. 😉

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…