Produção dos “iPhones 12” estaria atrasada em até dois meses; fornecedoras são pressionadas

Render "iPhone 12" azul-marinho

Tudo indica que a Apple realmente está enfrentando atrasos na produção dos “iPhones 12” devido às interrupções das atividades nas fábricas chinesas causadas, é claro, pela pandemia do novo Coronavírus (COVID-19).

Publicidade

Uma nova reportagem do Nikkei fala, inclusive, em uma delonga de um a dois meses em relação ao cronograma original, mas que a gigante de Cupertino estaria se esforçando para compensar esse atraso.

Nesse sentido, agora é menos provável (para não dizer impossível) que a companhia adie o lançamento dos seus próximos gadgets para 2021 — possibilidade ventilada até pelo menos o fim de março.

A atual situação do progresso [do desenvolvimento do “iPhone 12”] agora é mais de atraso em termos de produção em massa, mas a Apple está fazendo todo o possível para reduzir o adiamento.

Fontes do Nikkei afirmam que membros da equipe de hardware da Maçã retornaram antecipadamente ao Apple Park para “manter a produção o mais próximo possível do calendário” — razão pela qual a companhia foi acusada, inclusive, de apressar o retorno de suas atividades presenciais.

Publicidade

Ademais, a gigante de Cupertino também estaria pressionando suas fornecedoras chinesas para cortar possíveis atrasos, fazendo com que muitos trabalhadores cumpram horas extras, segundo tais fontes.

Alguns novos prazos de projetos relacionados ao produto foram adiados desde que a equipe de hardware começou a retornar aos escritórios. A gigante da tecnologia e seus fornecedores também estão trabalhando horas extras para compensar o tempo perdido.

Mesmo com todas essas medidas, é possível, ainda, que o lançamento dos “iPhones 12” atrase mais do que o esperado. Alinhado com algumas alegações passadas, o Nikkei afirma que não há chances de os novos dispositivos chegarem ao mercado em setembro; na realidade, a fase final de produção desses gadgets poderá atravessar outubro, com a possibilidade de ainda mais adiamentos.

Algumas partes finais do processo de fabricação do iPhone podem ser postergadas para o início de outubro, e não seria surpreendente se houver mais atrasos, porque ainda existem muitos testes em andamento agora e os projetos de design finais ainda não foram fechados.

Como uma maneira de se “proteger” dos atrasos no lançamento dos próximos iPhones, a Apple teria solicitado às suas fornecedores que produzissem mais de 45 milhões de unidades dos iPhones XR, 11 e do novo SE para o segundo semestre de 2020.

Publicidade

Vale lembrar que são esperados quatro modelos de “iPhones 12″: um de 5,4″; dois de 6,1″ e um de 6,7”, todos com telas OLED e suporte à tecnologia 5G.

via CNBC

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…