Testemunho de Tim Cook em inquérito antitruste nos EUA tem data marcada; audiência será transmitida ao vivo

Tim Cook

Na semana passada, informamos que o CEO1 da Apple, Tim Cook, testemunhará em um inquérito que investiga acusações de monopólio contra a Maçã nos Estados Unidos. Recentemente, o Subcomitê do Poder Judiciário do Senado dos EUA em Política Antitruste, Política de Concorrência e Direitos do Consumidor (House Judiciary Antitrust Subcommittee) confirmou quando isso vai acontecer: dia 27 de julho.

Publicidade

A audiência também contará com a participação dos CEOs de algumas das maiores empresas de tecnologia dos EUA, como Jeff Bezos (da Amazon), Sundar Pichai (da Alphabet/Google) e Mark Zuckerberg (do Facebook). Ainda de acordo com a declaração do Subcomitê, os executivos poderão comparecer virtualmente e a audiência será transmitida ao vivo.

Judiciário da Câmara confirma audiência com grandes CEOs da tecnologia dia 27 de julho.

Desde o início da investigação antitruste, no ano passado, o Subcomitê Antitruste dos EUA vem investigando as práticas comerciais das gigantes de tecnologia. No que tange à Apple, as políticas da App Store estão sob a lupa da justiça americana, com a empresa sendo questionada acerca da remoção de apps e o funcionamento dos resultados de pesquisa da sua loja, além de abordar o sistema de compras internas — que é uma das maiores reclamações entre desenvolvedores e empresas que fornecem serviços digitais.

Em uma declaração, o presidente do Comitê Judiciário da Câmara, Jerrold Nadler, e o presidente do Subcomitê Antitruste, David Cicilline — que tem pegado bastante no pé da Apple com relação às acusações de monopólio — disseram que é essencial ouvir testemunhos dos CEOs das quatro maiores empresas de tecnologia na investigação:

Publicidade

Dado o papel central que essas empresas desempenham na vida do povo americano, é fundamental que seus CEOs venham à frente. Como dissemos desde o início, o testemunho deles é essencial para concluirmos essa investigação.

Embora a investigação com relação à Apple esteja no começo (o foco do departamento está num processo separado sobre o domínio do Google na publicidade digital), esse caso prevê uma possível mudança na legislação americana sobre os parâmetros para a venda de produtos e serviços digitais, o que teria implicações diretas na App Store — e até mesmo em recursos dos sistemas da Apple, como o iOS.

via MacRumors

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…