Com quase 12 milhões de casos confirmados do novo Coronavírus (COVID-19) ao redor do mundo, segundo dados da Universidade Johns Hopkins, a pandemia continua afetando diversos países e regiões — alguns inclusive com reincidência no aumento de contaminações após retomarem as atividades comerciais.

Publicidade

Um exemplo é a cidade australiana de Melbourne, capital do estado de Victoria, que voltou a registrar um pico no número de casos confirmados — fazendo o governo local decretar medidas restritivas à população. Isso, é claro, afetou as lojas da Apple na região, como veremos a seguir.

Já no Brasil, o Governo do Ceará lançou seu app de alerta de exposição que permitirá às pessoas checarem se elas entraram em contato com alguém com suspeita de COVID-19, além de acessar vários outros serviços estaduais.

Por fim, a Irlanda foi o país mais recente a lançar seu app de alerta de exposição com a API1 desenvolvida pela Apple em parceria com o Google.

Publicidade

Austrália

A Apple voltará a fechar quatro lojas no estado australiano Victoria por mais seis semanas a partir de amanhã (9/7), após a confirmação de 191 novos casos de COVID-19 na região. Elas se juntarão à Apple Highpoint, a qual já havia fechado as portas na semana passada.

Todas as quatro lojas estavam operando com restrições, como atendimento reduzido e funcionamento do Genius por coleta. São elas: Apple Chadstone, Apple Southland, Apple Doncaster e Apple Fountain Gate.

Mais uma vez, a Apple tomou a decisão de fechar suas lojas por conta própria e com base no avanço do número de casos localmente, uma vez que o governo australiano não impediu que lojas, shopping e outros centros varejistas permanecessem abertos nesse período.

Publicidade

Ceará

Como apontado pelo leitor Allison Macambira, os cearenses têm, agora, um app de alerta de exposição fornecido pelo Governo Estadual gratuitamente. O Ceará App oferece atendimento online com profissionais de saúde a qualquer hora do dia, além de contar com o recurso Caminho Saudável, o qual alerta usuários caso eles tenham tido contato próximo com uma pessoa suspeita de estar com COVID-19.


Ícone do app Ceará App

Ceará App

de Casa Civil (Ceara)

Compatível com iPhones
Versão 1.6.3 (101.1 MB)
Requer o iOS 9.0 ou superior
Screenshot do app Ceará AppScreenshot do app Ceará AppScreenshot do app Ceará AppScreenshot do app Ceará AppScreenshot do app Ceará AppScreenshot do app Ceará AppScreenshot do app Ceará App

Além disso, o app dispõe de um mapa com a localização das unidades de saúde mais próximas para você buscar atendimento ou realizar exames. Por falar em exames, ele também mostra os resultados dos testes para COVID-19 que você tenha feito.

O MacMagazine entrou em contato com a Casa Civil do Ceará, responsável pela distribuição do app, para saber se o alerta de exposição utiliza a API da Apple e do Google, mas o órgão não soube nos informar. Vale lembrar, porém, que a tecnologia tem sido implantada em apps com cobertura nacional e, no caso do Brasil, não há sinais de que a tecnologia venha a ser usada no app Coronavírus — SUS.

Publicidade

Irlanda

A Irlanda, por sua vez, lançou um app de alerta de exposição que utiliza a API desenvolvida pelas gigantes de tecnologia: o COVID Tracker Ireland.

Assim que é feito o registro (opcional), o usuário passa a ser alertado se entrar em contato com alguém que tenha testado positivo para a COVID-19. Uma vez exposto, a pessoa poderá rastrear seus sintomas, obter conselhos sobre o que fazer e optar por avisar anonimamente outras pessoas com quem teve contato.

O app baixa uma lista de IDs anônimos a cada duas horas daqueles que contraíram a doença, permitindo que usuários recebam alertas o mais rápido possível. Uma notificação será enviada se a pessoa estiver a dois metros de outra diagnosticada com COVID-19 por mais de 15 minutos — desde que ambos tenham o app instalado, seja em dispositivos iOS ou Android.

Vale lembrar que vários outros países já adotaram a tecnologia em seus próprios apps, incluindo Alemanha, Canadá, Portugal, Suíça, Uruguai, entre outros.

via AppleInsider, 9to5Mac

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…