Apple Music se consolida na vice-liderança do mercado de streaming, que cresce durante a pandemia O Spotify ainda é o dono do pedaço

A pandemia do novo Coronavírus (COVID-19) tem representado um abalo e tanto para a grande maioria dos setores econômicos, mas nem todos: as plataformas de streaming musical, por exemplo, têm visto a contagem de assinantes subir em ritmos maiores do que o normal nos últimos meses — ao menos é o que mostra o levantamento mais recente da Counterpoint Research, referente ao primeiro trimestre de 2020.

Publicidade

O Spotify, naturalmente, continua como líder de mercado: a firma estima que a plataforma abocanha, atualmente, 33% dos assinantes de serviços de streaming musical — mas o número cai um pouco quando a métrica é o faturamento: os suecos detêm 30% de toda a receita do mercado.

O Apple Music, por sua vez, está consolidado na vice-liderança do segmento, com 21% das assinaturas e 25% da receita — o que mostra que a Maçã, como em outras áreas, pode não ser a líder de mercado, mas consegue fazer render melhor o dinheiro que recebe dos seus assinantes.

Segundo o analista Abhilash Kumar, a Apple conseguiu potencializar a adoção do Music expandindo o serviço para 52 países nos últimos meses e oferecendo períodos de teste estendidos para novos usuários. Kumar citou também o bom trabalho da Maçã em adicionar novos recursos à plataforma, como a possibilidade de compartilhar músicas nos Stories do Instagram e do Facebook — coisa que chegou com o iOS 13.5.

Publicidade

Convém, à Apple, prestar atenção no Amazon Music: o serviço de Jeff Bezos viu um crescimento de 104% na comparação ano a ano e abocanhou 12% das assinaturas do segmento, acima do YouTube Music (9%) e do Pandora (9%). No geral, o mercado dos serviços de streaming cresceu 35% na comparação com o primeiro trimestre de 2019.

A tendência, agora, é que os números cresçam ainda mais: com ainda mais gente ao redor do mundo em casa no segundo trimestre de 2020, é de se esperar que a contagem de assinantes desses serviços tenha crescido. Resta saber quem vai se beneficiar desse novo cenário.


Ícone do app Spotify - Música e Podcasts

Spotify - Música e Podcasts

de Spotify Ltd.

Compatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com Apple WatchesCompatível com o iMessageCompatível com Apple TV
Versão 8.5.70 (136.4 MB)
Requer o iOS 11.0 ou superior

Ícone do app Música

Música

de Apple

Compatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com Apple Watches
Versão 1.3.6 (2.2 MB)
Requer o iOS 10.0 ou superior

Ícone do app Amazon Music

Amazon Music

de AMZN Mobile LLC

Compatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com Apple TV
Versão 9.13.0 (117 MB)
Requer o iOS 12.0 ou superior

Ícone do app YouTube Music

YouTube Music

de Google LLC

Compatível com iPadsCompatível com iPhones
Versão 3.79 (169 MB)
Requer o iOS 11.0 ou superior

Ícone do app Pandora: Music & Podcasts

Pandora: Music & Podcasts

de Pandora Media, Inc.

Compatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com Apple WatchesCompatível com o iMessageCompatível com Apple TV
Versão 2008.1 (215.3 MB)
Requer o iOS 12.0 ou superior
🇺🇸 Indisponível na App Store brasileira!

via Musically

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…