Cá estamos com mais atualizações sobre o efeito da pandemia do novo Coronavírus (COVID-19) para a Apple. Há alguns dias, comentamos que as lojas da companhia em Melbourne (Austrália) voltaram a fechar as portas após um novo pico de casos da doença na região; agora, mais unidades da companhia terão suas atividades restritas, só que nos Estados Unidos.

Publicidade

Além disso, vamos conferir, mais à frente, que consumidores ganharam mais uma ferramenta para comprar com segurança nas regiões onde as lojas da Maçã ainda estão abertas.

Por fim, a Apple tem servido como parâmetro de rastreamento da reabertura do comércio nos EUA por grandes empresas de comunicação, oferecendo mais informações sobre reação da população à atual crise de saúde e do comércio pelo país.

Apple Stores nos EUA

A Apple está fechando, nesta sexta-feira, outras 11 lojas em quatro estados americanos após aumentos locais nas infecções por COVID-19, conforme divulgado pelo 9to5Mac. Com mais essa leva de (re)fechamentos, agora são 91 unidades da companhia que haviam reaberto e agora voltaram à estaca zero.

Apple State Street
Apple State Street

As lojas na Califórnia que fecharam as portas novamente incluem: Brea Mall (Brea), South Coast Plaza (Costa Mesa), Irvine Spectrum Center (Irvine), Mission Viejo (Mission Viejo), Fashion Island (Newport Beach), El Paseo Village (Palm Desert), State Street (Santa Barbara) e Promenade Temecula (Temecula).

Outros fechamentos de lojas nos EUA incluem a Apple Columbia (Maryland), a Apple Kenwood Towne Center (Ohio) e a Apple CoolSprings Galleria (Tennessee).

Publicidade

Embora essas unidades estejam fechadas a partir de hoje, a Apple estará recebendo clientes que têm pedidos para coletar e agendaram um horário com um especialista da Genius Bar até este domingo (12/7).

Novidade do app Apple Store

Para fornecer ainda mais segurança aos seus clientes e funcionários, a Apple está implantando um novo recurso (apenas nos EUA) no app Apple Store o qual permite agendar um horário com um especialista nas lojas da empresa para realizar uma compra.

Agendamento no app Apple Store

Em muitos locais, a Apple está restringindo a entrada livre de clientes em suas lojas, justamente para evitar aglomerações. Nesse sentido, o novo sistema de agendamento ajuda os clientes mais prevenidos a evitarem filas com uma reserva em um horário específico.

Os agendamentos podem ser feitos pelo app Apple Store pesquisando uma loja na região e selecionando a opção “Comprar com um especialista”. A partir daí, os clientes podem escolher em qual produto estão interessados e escolher um horário para visitar a Apple Store.

Publicidade

Mesmo os clientes com horário agendado devem seguir as diretrizes de saúde e segurança da Apple, e usar máscara enquanto estiverem no interior da loja, entre outras medidas.


Ícone do app Apple Store

Apple Store

de Apple

Compatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com Apple WatchesCompatível com o iMessage
Versão 5.9 (94.4 MB)
Requer o iOS 12.0 ou superior

Dados da Apple

Como dissemos, a Apple tem servido como referência para acompanhar a reabertura do comércio dos EUA e a movimentação de pessoas no país em meio às medidas de combate à COVID-19.

A CNN, por exemplo, desenvolveu uma ferramenta de rastreamento de reabertura e fechamentos de Apple Stores como uma maneira de visualizar a propagação do vírus nos EUA — uma vez que a Maçã está avaliando continuamente a situação de cada região onde possui lojas para decidir quando reabri-las ou não.

Publicidade

Como aponta a CNN, seu mapa de dados, com base no funcionamento das Apple Stores americanas, pode oferecer “outra janela para a atual crise de saúde e da economia do país”.

Relatórios de tendências de movimentação da Apple

Outro veículo de notícias, a CNBC, passou a usar os dados dos relatórios de tendências de movimentação como uma maneira de rastrear a frequência com que as pessoas estão viajando durante a pandemia. De acordo com eles, houve uma desaceleração no uso dos recursos de navegação do Apple Maps desde o segundo pico no número de casos nos EUA, registrado a partir de meados de junho.

via 9to5Mac, AppleInsider

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…