Tim Cook foi o segundo CEO mais bem pago dos EUA em 2019 O mais bem pago, entretanto, recebeu mais que o quádruplo em relação a Cook

Tim Cook, CEO da Apple, sorrindo

Sendo a Apple uma das empresas mais ricas do mundo, é de se esperar que Tim Cook figure com frequência na lista de CEOs1 mais bem pagos. Em 2019, não foi diferente: a Bloomberg divulgou seu levantamento com os chefões mais bem pagos dos Estados Unidos durante o último ano — e Cook conquistou a vice-liderança.

Publicidade

O ranking, que leva em conta todas as compensações dos executivos (salário, bônus, plano de ações, dividendos e outros), colocou Elon Musk como o CEO mais bem pago — e com uma folga formidável em relação aos nomes seguintes: o presidente da Tesla recebeu nada menos que US$595 milhões ao longo de 2019.

Vale notar que esse valor é quase todo composto de opções de compra de ações cedidas a Musk: seu salário propriamente dito é de (relativamente) parcos US$56 mil anuais, seguindo a lei de salários mínimos da Califórnia.

Tim Cook, segundo colocado, recebeu quase US$134 milhões ao longo do ano passado — US$122 milhões dos quais referentes a prêmios de ações recebidos pelo CEO em 2019. O salário de Cook é de US$3 milhões ao ano, e ele também recebeu boas quantias de bônus.

Publicidade

O Top 10 da lista ficou assim, com valores aproximados:

  1. Elon Musk (Tesla) = US$595 milhões
  2. Tim Cook (Apple) = US$134 milhões
  3. Tom Rutledge (Charter Communications) = US$117 milhões
  4. Joseph Ianniello (ex-CEO da ViacomCBS) = US$116,4 milhões
  5. Sumit Singh (Chewy) = US$108 milhões
  6. Jonathan Gray (COO2 da Blackstone) = US$107 milhões
  7. Robert Swan (Intel) = US$99 milhões
  8. Sundar Pichai (Alphabet) = US$86 milhões
  9. Satya Nadella (Microsoft) = US$77 milhões
  10. Douglas Ingram (Sarepta Therapeutics) = US$70 milhões

Haja dinheiro, hein! 🤑

via 9to5Mac

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…