Apple acredita que trabalho presencial nos EUA não retornará mais em 2020

Enquanto a China já vai voltando à normalidade, o resto do mundo ainda lida com os efeitos nefastos do vírus — a Apple, por exemplo, já abriu e voltou a fechar dezenas de suas lojas em vários países. 

Publicidade

Agora, de acordo com a Bloomberg1, a Maçã está dando um passo adiante nas suas medidas de contenção. Segundo uma reportagem publicada recentemente, a empresa não mais espera que seus empregados nos Estados Unidos voltem a trabalhar presencialmente até o fim do ano, e orientou sua força de trabalho no país a se preparar para mais um semestre de home office.

Anúncio na Apple Fifth Avenue
📷 wshu

A Maçã está dando uma ênfase especial aos empregados de Apple Stores — que, por razões óbvias, são os que precisam trabalhar presencialmente pela própria natureza da coisa. Até o momento, esses funcionários puderam ficar em suas casas recebendo salário normalmente, com a opção de trabalhar remotamente atendendo clientes em questões de suporte; agora, a Apple está incentivando que os empregados do varejo participem desse programa, já que os tíquetes de suporte da Maçã estão se acumulando e os tempos de espera, expandindo-se.

Funcionários em áreas onde já é possível voltar ao trabalho receberão toda a assistência para preservar a segurança de si mesmos e dos outros, como kits de testagem para a COVID-19, checagem frequente de temperatura e limite de ocupação nas premissas da empresa. Os empregados da área de varejo, especificamente, receberão máscaras especiais com Memojis para identificação fácil dos clientes.

Publicidade

Isso tudo, vale lembrar, refere-se especificamente aos EUA: em outras regiões, como a Europa e a Ásia, a situação já está mais controlada e empregados poderão voltar ao trabalho presencial ainda em 2020. A reportagem não cita a situação do Brasil, mas sabemos que, por aqui, as coisas ainda vão levar um bom tempo para encontrar alguma normalidade — infelizmente.

Nova Apple Sanlitun

Lembram que eu falei, no início do texto, que a China já estava voltando à normalidade? Para ter uma ideia da coisa, basta ver essa prévia da nova Apple Sanlitun, em Pequim.

A Apple Sanlitun foi a primeira loja da Apple na China, aberta 12 anos atrás no shopping center Taikoo Li Sanlitun. Agora, a loja será substituída por uma instalação totalmente nova, também dentro do centro de compras e a alguns passos da localização anterior. O 9to5Mac publicou algumas imagens da construção para que possamos ter uma ideia do quão grandiosa ficará a nova loja:

Claramente inspirada na Apple Michigan Avenue, em Chicago (EUA), a nova Apple Sanlitun trará a mesma cobertura de metal, com detalhes em madeira, e o pé-direito altíssimo com paredes de vidro. As escadarias esculpidas em pedra também lembram outras criações recentes da Maçã, como a Apple Piazza Liberty ou o Steve Jobs Theater, no Apple Park.

A Apple não divulgou quando a nova Apple Sanlitun abrirá as portas, mas a julgar pelo avanço nas obras, isso é algo que não deverá demorar mais do que algumas semanas. Na página da loja, é possível baixar um wallpaper temático semelhante à bela arte que cobre a fachada.

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…