Ex-Apple diz que implantação de chips ARM em Macs inspirará fabricantes de PCs

O anúncio do Apple Silicon e a implantação do novo chip da Maçã nos futuros Macs tem seus efeitos direitos e indiretos.

Publicidade

Como podemos imaginar, isso significa, em primeiro plano, que as máquinas da Apple passarão por uma mudança estrutural (a qual vem sendo estimulada pela companhia). Indiretamente, isso fará com que fabricantes de PCs repensem o uso de chips da Intel, como levantado pelo ex-executivo da Apple, Jean-Louis Gassée.

De início, ele diz que tem todos os motivos para acreditar nas alegações da Apple de que os processadores ARM1 oferecerão mais energia e maior autonomia da bateria de Macs.

De acordo com testes do Geekbench, o desempenho do A12Z corresponde ou excede o do [atual] MacBook Pro. A Apple não divulga o TDP2 para o A12Z, mas podemos confiar em um número indireto: a saída do adaptador de energia de 18W do iPad Pro. Isso nos dá uma idéia do que esperar do Apple Silicon em futuros Macs: redução significativa do TDP sem perder o poder de processamento.

Com base nisso, Gassée sugere que a Microsoft não deverá simplesmente aguardar e assistir à Apple ultrapassar os PCs mais poderosos do mercado:

Publicidade

Isso deixa a Microsoft com uma escolha: esquecer o Windows no ARM e ceder os PCs modernos à Apple ou avançar, corrigindo problemas de compatibilidade de aplicativos e oferecendo uma alternativa baseada em ARM aos novos Macs da Apple. É um dilema falso, é claro. A Microsoft seguirá em frente… com repercussões para o restante da indústria de PCs com Windows.

Vale notar a Microsoft tentou transicionar para chips ARM com o lançamento antecipado do Surface, em 2012, o qual foi singelamente um fracasso. Gerações depois, com o Surface Pro X, a gigante de Redmond tentou reverter esse quadro, mas falhou novamente uma vez que seus aplicativos principais não rodavam nativamente.

Especificamente, o que a Dell, a HP, a ASUS e outras empresas farão se a Apple oferecer laptops e desktops melhores e a Microsoft continuar a melhorar o Windows nos dispositivos Surface? Para competir, os fabricantes de PCs terão que seguir o exemplo: eles vão escolher chips ARM porque, com toda a retórica defensiva à parte, Apple e Microsoft farão com que a arquitetura x86 pareça o que realmente é: antiga.

Esse efeito “dominó” vai acabar atingindo a Intel, que por sua vez terá que se reinventar para recuperar o mercado de PCs, segundo Gassée:

Isso deixa a Intel com uma opção: se você não pode vencê-los, junte-se a eles. A Intel deverá readquirir uma licença ARM (ela havia vendido seu negócio XScale, baseado em ARM, para a Marvell em 2006) e apresentar uma oferta competitiva de SoC3 para fabricantes de PCs.

Gassée deixou a Apple em 1990, mas desempenhou um papel extremamente influente no futuro do Mac como o homem que arquivou os planos da empresa de licenciar o macOS para outras fabricantes.

Publicidade

Confira a publicação completa sobre o Apple Silicon em seu blog.

via 9to5Mac

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…