Receita Federal faz leilão de iPhones, Macs, Apple Watches, AirPods, Apple TV e mais

Produtos Apple

A Receita Federal está realizando um leilão com produtos abandonados ou apreendidos que entrariam de forma ilegal no país. O leilão será realizado pela alfândega de Fortaleza (CE) e conta com diversos produtos Apple.

Publicidade

No total, temos 112 lotes de produtos disponíveis para lances. É sempre bom lembrar que, em muitos casos, a Receita não disponibiliza todas as informações dos produtos leiloados.

Temos iPhones de muitas gerações (5s, 6s, 7 Plus, 8 Plus, XS Max, XR, 11 e 11 Pro), iPads de quinta geração, Macs variados (Mac mini, iMac, MacBook de 12″ e MacBook Pro), Apple Watches (Series 3, 4 e 5), AirPods, Apple TV 4K e outros produtos da área de tecnologia que podem interessar a muitos de vocês — quem quiser carros, caminhões ou até barcos, saiba que também tem. 😛

Aos interessados, recomendo passar o olho com calma em todos os lotes (alguns contam apenas com produtos Apple, enquanto outros contemplam produtos variados). Os preços, é claro — mesmo com outros produtos fazendo parte do pacote — são sempre bem atraentes.

Como participar

Todo o processo é feito de forma digital. Os interessados em adquirir tais itens precisam ter um CPF válido e um e-CAC (código de autenticação emitido pela Receita Federal, o qual será utilizado para acessar o site corretamente e poder participar de tudo). Os lotes estão disponíveis para lances de pessoas físicas e jurídicas.

Os produtos disponíveis no leilão não possuem garantia para consertos e/ou futuras trocas. A Receita Federal também não garante que todos os produtos leiloados estão funcionando perfeitamente. 🤷🏻‍♂️

Publicidade

As propostas devem ser enviadas para análise até o dia 29 de julho, às 18h, e as melhores serão selecionadas para participar do pregão online, o qual está previsto para o dia 30/7 a partir das 10h. Os vencedores dos leilões deverão retirar os produtos pessoalmente no depósito da alfândega, em Fortaleza.

Mais informações você pode encontrar nessa página da Receita Federal.

via Tecnoblog

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…