John Robert Lewis, um dos grandes líderes do movimento por direitos civis — ele estava lá, na marcha de Selma a Montgomery — e político americano, faleceu na semana passada por conta de um câncer pancreático.

Publicidade

Em seu site, a Apple tratou de homenageá-lo, como divulgamos em nosso Instagram no último domingo:

Mas não parou por aí: hoje, em um comunicado para a imprensa, a Apple informou doará sua participação nos lucros do documentário “John Lewis: Good Trouble” ao Museu Nacional dos Direitos Civis (em Memphis, Tennessee) e ao Museu Nacional da História e Cultura Afro-americanas (em Washington, D.C.).

Não, a Apple não é dona de parte dos direitos do documentário nem tem qualquer participação na produção em si. Contudo, como muitas outras produções, “John Lewis: Good Trouble” está disponível para aluguel (nos Estados Unidos e no Canadá) na plataforma da Maçã — são esses ganhos com o aluguel do documentário que serão doados pela empresa para os museus supracitados.

Publicidade

Lisa Jackson, vice-presidente de iniciativas ambientais, políticas e sociais da Apple, afirmou que “a vida e o exemplo do representante John Lewis obrigam cada um de nós a continuar a luta pela equidade e justiça raciais”, dizendo ainda que o filme “celebra seu inegável legado, e achamos adequado apoiar duas instituições culturais que continuam sua missão de educar as pessoas em todos os lugares sobre a busca contínua por direitos iguais”.

O documentário é um relato íntimo da vida e do legado do lendário político, mostrando seus mais de 60 anos ativismo — desde o adolescente ousado na linha de frente do movimento pelos direitos civis até a potência legislativa que se tornou.

Depois que Lewis pediu ao Dr. Martin Luther King Jr. para ajudar a integrar uma escola segregada em sua cidade natal de Troy, no Alabama, King enviou “ao garoto de Troy” uma passagem de ônibus de ida e volta para se encontrar com ele.

Lewis se tornou um dos aliados mais próximos de King, liderando diversos movimentos que acabaram o colocando atrás das grades — sem falar, obviamente, nas agressões físicas recebidas durante manifestações.

“John Lewis: Good Trouble” é uma homenagem emocionante a esse herói da vida real na vanguarda de muitas batalhas duramente vencidas por mudanças duradouras.

O nome do documentário é uma referência a uma frase/citação bem famosa de Lewis — ele sempre pedia para que as pessoas se metessem em “bons problemas”.

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…