Confira o que Tim Cook testemunhará hoje ao Congresso americano

Tim Cook

O depoimento do CEO1 da Apple, Tim Cook, durante a audiência que será realizada hoje no Congresso dos Estados Unidos foi disponibilizada [PDF] pelo Subcomitê Judiciário Antitruste da cúpula, como informado pela Bloomberg2.

Publicidade

Cook iniciará seu discurso dizendo que a Apple “não tem uma participação dominante” em nenhum dos mercados nos quais atua e que consumidores possuem diversas opções de escolha em se tratando de hardwares, principalmente com relação ao iPhone:

Por mais que acreditemos que o iPhone ofereça a melhor experiência aos usuários, sabemos que ele está longe de ser a única opção disponível para os consumidores.

O mercado de smartphones é ferozmente competitivo e empresas como Samsung, LG, Huawei e Google criaram negócios bem-sucedidos de smartphones, oferecendo abordagens diferentes.

O executivo pretende contestar as acusações de práticas anticompetitivas que a Apple vem enfrentando. Segundo ele, a Apple não planeja fazer “nenhuma concessão” e que a App Store “abriu as portas” para desenvolvedores de diversos países e regiões.

Estou aqui hoje porque o escrutínio é razoável e apropriado. Abordamos esse processo com respeito e humildade. Mas não fazemos concessão sobre os fatos.

Depois de começar com 500 aplicativos, hoje a ‌App Store‌ hospeda mais de 1,7 milhão [de apps] — apenas 60 deles são softwares da Apple. Claramente, se a Apple é uma gatekeeper3, o que fizemos foi abrir ainda mais as portas para desenvolvedores. Queremos ter todos os aplicativos que pudermos na loja, e não afastá-los.

Quanto à comissão da ‌App Store‌, Cook argumentará que o corte de 15% a 30% da Apple compete com as taxas do mercado (como visto nesse estudo financiado pela Maçã) e que a companhia oferece uma opção melhor do que as disponíveis para desenvolvedores antes do lançamento da ‌App Store‌, em 2008.

As diretrizes da ‌App Store‌ garantem uma experiência de alta qualidade, confiável e segura. Elas são transparentes e aplicados igualmente a desenvolvedores de todos os tamanhos e em todas as categorias. Elas não estão gravados em pedra. Em vez disso, elas mudaram à medida que o mundo mudou, e trabalhamos com os desenvolvedores para aplicá-los de maneira justa.

As comissões da Apple são comparáveis ou inferiores àquelas cobradas pela maioria de nossos concorrentes. E são muito inferiores aos 50% a 70% que os desenvolvedores de software pagaram para distribuir seu trabalho antes de lançarmos a ‌App Store‌.

Cook também explicará que a Apple não aumentou comissões ou criou taxas adicionais desde o início da ‌App Store; na realidade, a companhia reduziu as taxas de assinaturas e implantou isenções para determinadas categorias de aplicativos, segundo ele.

Para a grande maioria dos aplicativos na ‌App Store‌, os desenvolvedores mantêm 100% do dinheiro que ganham. Os únicos aplicativos sujeitos a uma comissão são aqueles em que o desenvolvedor adquire um cliente em um dispositivo Apple e onde os recursos ou serviços seriam experimentados e consumidos em um dispositivo Apple.

Como assistir

A audiência na qual Cook testemunhará está prevista para começar às 13h (horário de Brasília), com transmissão ao vivo pelo YouTube:

Além de Cook, a audiência também contará com a participação dos CEOs do Facebook (Mark Zuckerberg), da Amazon (Jeff Bezos) e do Google/Alphabet (Sundar Pichai).

via MacRumors, TechCrunch

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…