Mais uma: procurador-geral do Arizona realiza investigação sobre #batterygate da Apple O caso pode (ou não) estar relacionado à investigação do Texas

Na última semana, falamos aqui de uma nova investigação, iniciada pelo procurador-geral do Texas (Estados Unidos), sobre possíveis práticas da Apple abusivas ao consumidor. À época, não sabíamos exatamente sobre o que se referiam essas práticas, mas agora já temos uma pista.

Publicidade

De acordo com a Reuters, o procurador-geral do estado do Arizona, Mark Brnovich, tem realizado desde 2018 uma investigação sobre a Maçã relacionada a práticas abusivas ao consumidor — esta, com alvo definido: o #batterygate, escândalo revelado em 2017 em que a Apple foi exposta reduzindo silenciosamente a performance de iPhones com baterias mais antigas (a fim de preservá-las).

Não há especificações se a investigação liderada pelo Texas está relacionada a esse inquérito do Arizona, mas é bem provável que sim: ambos os processos estão relacionados a práticas consideradas abusivas aos consumidores, e ambos envolvem múltiplos estados dos EUA. Os procuradores-gerais envolvidos não comentaram o assunto, entretanto.

De qualquer forma, a investigação é mais uma dor-de-cabeça relacionada ao #batterygate: a Apple já resolveu o problema e fez uma série de compensações aos usuários afetados, mas ainda sofre — deveras justamente — as consequências do seu erro.

Publicidade

Ainda não há informações se a investigação dos estados dará em alguma coisa: caso seja determinada alguma irregularidade na conduta da Apple no caso, a gigante de Cupertino será alvo de mais um punhado de processos. Vamos acompanhar.

via MacRumors

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…