Surge novo indício de que o “Apple Watch Series 6” poderá medir a oxigenação do sangue

Sensores traseiros do Apple Watch

O rumor não é novo, mas vai esquentando à medida que é “confirmado” por fontes diferentes.

Publicidade

Hoje, o DigiTimes trouxe informações1 sobre uma das principais parceiras da Apple na fabricação do seu próximo relógio inteligente, a ASE Technology, e revelou que ele poderá medir a oxigenação do sangue.

‌O “Apple Watch‌ 6” contará com biossensores que podem monitorar condições de sono, detectar oxigênio no sangue e medir taxas de pulso, batimentos cardíacos e fibrilação atrial, além de incorporar acelerômetro e giroscópio baseados em MEMS, tudo permitindo que o novo dispositivo continue a liderar a precisão da medição entre os dispositivos vestíveis dispositivos, disseram as fontes.

Dispositivos que fazem esse tipo de medição são conhecidos como oxímetros, e tiveram um surto de popularidade desde o início da pandemia do novo Coronavírus (COVID-19) — afinal, uma saturação abaixo de 95% pode ser preocupante e um bom sinal para a pessoa buscar ajuda médica. Ter essa tecnologia incorporada ao “Apple Watch Series 6”, portanto, será muito bem-vindo.

O curioso desse rumor é que especialistas afirmam há anos que os sensores já inclusos desde os primeiros Apple Watches seriam capazes de medir a oxigenação do sangue, mas por algum motivo parece que será somente na geração deste ano que a Maçã oficializará o recurso no produto.

Publicidade

A Apple preza muito pela precisão dos dados providos pelo Watch, especialmente quando estamos tratando da saúde das pessoas, então pode ser que ela tenha optado por incorporar algum novo hardware dedicado para essa tarefa.

Novos Apple Watches normalmente são apresentados junto a novos iPhones, e a Apple confirmou que este ano a keynote de lançamento deles ocorrerá somente em outubro.

via MacRumors

Publicidade
Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…