Apple encerra conta de desenvolvedora da Epic, e Fortnite fica indisponível para usuários que já o baixaram antes [atualizado] A desenvolvedora poderá continuar trabalhando na Unreal Engine na plataforma, entretanto

E aconteceu: conforme anunciado pela Apple há duas semanas, a Epic Games perdeu acesso à sua conta de desenvolvedora no ecossistema da Maçã. Com isso, a empresa não mais poderá emitir atualizações para os demais apps/jogos presentes na plataforma — ou lançar aplicativos novos, claro.

Publicidade

Com o encerramento, a página de apps da Epic não existe mais na App Store e retorna apenas uma página em branco. A Mark Gurman, da Bloomberg, a Maçã enviou o seguinte comunicado explicando a decisão:

Nós estamos desapontados em termos de encerrar a conta da Epic Games na App Store. Trabalhamos com a empresa por muitos anos em seus lançamentos e criações. A corte recomendou que a Epic obedecesse as diretrizes da App Store enquanto o caso corresse na justiça — diretrizes que eles seguiram pela última década até criarem essa situação. A Epic recusou. Em vez disso, eles enviaram, por sucessivas vezes, atualizações de Fortnite pensadas para violar as regras da App Store. Isso não é justo para os demais desenvolvedores na App Store e coloca os usuários no meio da luta deles. Nós esperamos que possamos trabalhar juntos novamente no futuro, mas infelizmente isso não é possível hoje.

O cancelamento da conta também traz uma mudança importante para os milhões de jogadores de Fortnite no iPhone/iPad: como notado pelo desenvolvedor Steve Troughton-Smith, a partir de agora não é mais possível baixar o título novamente caso você já tenha feito o download dele anteriormente. Ou seja… se o app for apagado ou você restaurar/trocar de aparelho, adeus definitivamente, Fortnite.

A mudança aplica-se a todos os jogos da Epic na App Store. Mesmo os títulos da franquia Infinity Blade, que já tinham sido removidos da loja há algum tempo, agora não poderão mais ser baixados novamente por usuários que já os tenham adquirido antes da remoção.

Quem acompanhou o imbróglio judicial entre a Epic e a Apple certamente questionará essa decisão, uma vez que na audiência preliminar entre as duas empresas, ficou determinado que a Maçã não poderia remover a conta de desenvolvedora da adversária (mas poderia manter Fortnite fora da App Store).

Publicidade

Acontece que a Epic tem múltiplas contas de desenvolvimento: a que foi banida é a “principal”, que disponibilizava os jogos da empresa na App Store e emitia as atualizações para os títulos. As demais contas da desenvolvedora (como a que mantém o desenvolvimento da Unreal Engine no iOS, por exemplo) continuam ativas, conforme a determinação judicial.

À CNBC, a Apple também afirmou que a Epic estaria redirecionando todos os pedidos de suporte referentes a Fortnite para os canais de atendimento do AppleCare, inundando-o com problemas de forma descabida e desnecessária.

Publicidade

A primeira audiência “principal” do caso está marcada para o fim de setembro. Ou seja — ao menos ao longo do próximo mês, é difícil que algo mude no cenário atual. Portanto, se você gosta de jogar Fortnite (ou Infinity Blade) no seu dispositivo iOS… é bom tomar cuidado.

via MacRumors

Atualização, por Rafael Fischmann 28/08/2020 às 19:23

Em um tweet direcionado ao 9to5Mac, o CEO da Epic Games, Tim Sweeney, alega que a Apple só baniu a conta da desenvolvedora porque quis (jura?).

Publicidade

Ele também confirmou que a Epic enviou três updates de Fortnite para a aprovação da Apple nos últimos dias, dois deles com correções de bugs e um último incluindo a atualização Chapter 2 – Season 4 (v14.00) — todavia, todos mantendo o sistema de pagamento alternativo da Epic.

Ou seja, a Epic apostou até o fim que a Apple abriria uma exceção para ela, depois de tudo o que fez. Ou, na verdade, ela sabia que a Apple não abriria exceção nenhuma, e insistiu nessa só para tentar manchar mais a imagem da empresa mesmo. 🤷🏼‍♂️ Agora, é colher os frutos.

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…