Bill Gates elogia Steve Jobs e defende escrutínio de empresas tecnológicas O executivo revelou que, em alguns momentos, tinha inveja do seu ex-arquirrival

Steve Jobs e Bill Gates

Desde que deixou a Microsoft, Bill Gates tem dedicado-se à filantropia e a investimentos na área de saúde, vacinas e cura de doenças. Isso não significa, entretanto, que ele tenha abandonado completamente o mundo tecnológico: em entrevista recente ao podcast Armchair Expert, ele falou sobre uma série de temas relacionados a esse universo — incluindo seu ex-arquirrival, Steve Jobs.

Publicidade

Gates classificou Jobs como um “gênio”, e uma figura muito mais “durona” do que ele jamais foi — característica que, segundo o cofundador da Microsoft, permitiu que a Apple renascesse das cinzas.

Jobs era um gênio. O que ele fez, particularmente quando voltou à Apple… ninguém mais conseguiria fazer o que ele fez ali. Eu não teria conseguido. Ele era basicamente um mago na supermotivação das pessoas — eu era um mini-mago, então não caía no feitiço dele, mas conseguia ver ele enfeitiçando os outros. Eu ficava com bastante inveja.

O executivo falou também sobre o cerco que está se fechando sobre as gigantes tecnológicas, incluindo a Apple, sobre possíveis práticas monopolistas e predatórias. Gates se mostrou favorável às investigações que estão sendo realizadas pelo Senado dos Estados Unidos e vários outros órgãos ao redor do mundo:

Se você é bem-sucedido como eu ou qualquer uma dessas pessoas, você merece receber perguntas rudes, injustas e difíceis. O governo tem o direito de cair em cima de você. Esse tipo de tormento vem naturalmente no território dos super-bem-sucedidos. Tudo bem.

Para quem se interessar, o episódio completo do podcast com participação de Gates pode ser ouvido aqui. Divirtam-se! 😉

via The Verge

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…