Rússia poderá forçar Apple a reduzir taxa da App Store para 20% e admitir lojas alternativas Depois de todas as polêmicas recentes, as (possíveis) consequências

Bandeira da Rússia

Não é de hoje que a Rússia está na cola da App Store e da Apple em geral: além de lançar uma investigação sobre supostas práticas monopolistas da Maçã, o país passou uma lei — que ainda não entrou em vigor — a qual obrigará as empresas estrangeiras a lançarem produtos com software local. Agora, mais um projeto pode forçar a Apple a mudar drasticamente sua forma de fazer negócios.

Publicidade

De acordo com a Reuters, a Duma Federal de Moscou recebeu recentemente um projeto de lei, proposto pelo deputado Fedot Tumusov, que poderá forçar as lojas de aplicativos que operam na Rússia a limitar suas taxas em 20%. Atualmente, a Apple — assim como o Google — cobra uma taxa de 30% globalmente na App Store, reduzindo essa tarifa para 15% em assinaturas com mais de um ano.

Além disso, o projeto de lei estipula que as empresas de tecnologia estrangeiras direcionem um terço da comissão recebida em suas lojas de aplicativos a um fundo de treinamento para especialistas em TI.

Tumusov comentou ainda um outro aspecto do projeto em suas redes sociais: se aprovada, a lei poderá obrigar a Maçã a admitir lojas de aplicativos alternativas no iOS/iPadOS — da mesma forma como já acontece no Android, com lojas como a Samsung Galaxy Store e a Amazon App Store. O deputado citou, inclusive, os conflitos da Apple com a Epic Games e com o Facebook na justificativa da criação do projeto.

Publicidade

Será interessante ver as consequências de uma eventual aprovação dessa lei. Se já é difícil imaginar a Apple cedendo parte da sua taxa na App Store, que dirá abrir o iOS para outras lojas de aplicativos — é mais provável, inclusive, que a Maçã simplesmente deixe o mercado russo caso seja obrigada a isso.

Por outro lado, a Apple está sob um escrutínio parecido em diversos outros países, como os Estados Unidos e vários da União Europeia. Ou seja… pode ser que a moda pegue. Vamos acompanhar.

via 9to5Mac

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…