A Austrália se tornou o último país a iniciar uma investigação sobre as políticas da App Store e do Google Play depois que a agência reguladora do país, a Comissão Australiana de Concorrência e Consumidores (Australian Competition and Consumer Commission, ou ACCC), levantou suspeitas de comportamento anticompetitivo nas lojas de aplicativos da Apple e do Google.

Publicidade

Em um comunicado divulgado nesta manhã, a ACCC informou que está analisando o uso e o compartilhamento de dados por aplicativos, como competição entre as lojas de aplicativos da Apple e do Google se dá, e se as cobranças envolvendo apps devem ser mais transparentes.

Além disso, o órgão quer saber se a Apple e o Google “vinculam ou agrupam seus próprios produtos e serviços” e como esse tipo de prática afeta consumidores e desenvolvedores. Nesse sentido, eles alegam que a capacidade de os desenvolvedores de apps competirem com as gigantes de tecnologia nesse cenário é comprometida, como explicado pela vice-presidente do ACCC, Delia Rickard:

Queremos saber mais sobre o mercado de aplicativos móveis na Austrália, incluindo o quão transparente e eficaz ele é, tanto para os consumidores quanto para aqueles que operam nele. Também vamos nos concentrar na extensão da competição entre as principais lojas de aplicativos online e como elas competem pelas vendas de apps com outros fornecedores.

A investigação fará parte de um inquérito extenso, o qual contará com a participação de consumidores e desenvolvedores de ambas as lojas de aplicativos. Os participantes têm até o dia 2 de outubro para enviar seus depoimentos/opiniões, com a conclusão da ACCC esperada para março de 2021.

Publicidade

Com dissemos, a Austrália é o último país a focalizar nas políticas da App Store, sendo que a plataforma também segue sendo investigada em outros países, como Estados Unidos, Alemanha, Rússia e Coreia do Sul.

via iTnews

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…