Review de leitor: app da Netflix para Apple TVs

Autor convidado

Filipe Lima

Administrador de empresas, formado na Pontifícia Universidade Católica do RS (PUCRS), amante de tecnologia e fanboy da Apple. Na sua opinião, OLED com Apple TV 4K é o casamento perfeito! Acredita que o streaming é o futuro da TV, e ainda há muito a evoluir nessa área.

Quando você pensa em assistir a filmes ou séries por streaming, qual o primeiro nome que vem à sua mente? Provavelmente você pensou Netflix. Mas o que faz esse serviço ser tão mais popular que os outros? Confira nesse review!

Publicidade
Netflix

Diferentemente de outros aplicativos, a ativação da Netflix na Apple TV é feita diretamente pelo aparelho, inserindo seu email de cadastro e senha. Se você tiver um iPhone, o processo se torna bem fácil, já que você pode digitar os dados por ele. Caso contrário, você precisará utilizar a terrível interface de teclado do próprio tvOS e o Siri Remote para digitar tudo, o que é um processo bem chato.

O curioso é que a Netflix possui um sistema de ativação via código para outras TVs mas, por algum motivo, essa opção não está disponível na Apple TV.

A interface do aplicativo é bastante robusta e bem diferente das que você encontra em outros serviços de streaming de vídeos. Em vez de uma mera lista de séries e filmes, o aplicativo dá um foco muito maior ao título selecionado, mostrando de cara informações como ano de lançamento, faixa etária e qualidade máxima de imagem/som.

O aplicativo também roda automaticamente um trailer do conteúdo selecionado, dando ainda mais informações ao usuário sobre aquele título. Para alguns, no entanto, essa reprodução automática pode ser um incômodo — e não é possível desativar isso pelo app, você precisa usar um navegador para alterar essa configuração.

Publicidade

Como de praxe, o aplicativo permite busca por séries e filmes em abas separadas, com títulos listados por categorias. Mas a Netflix vai muito além disso: ela mostra quais os títulos mais populares na plataforma, os que estão em alta no momento, aqueles que foram adicionados recentemente, além de sugestões baseadas no que você já assistiu — tudo para facilitar a busca por aquilo você realmente queira ver dentro do aplicativo.

Você pode facilmente adicionar um título à sua lista para assistir mais tarde e, caso comece a assistir algo e pare no meio, há uma categoria específica para que o usuário possa continuar assistindo ao conteúdo de onde parou. E se isso não for o suficiente, a Netflix dá preferência a esses títulos na Top Shelf, assim você nunca se perde no que estava vendo.

Netflix

O serviço não está imune a críticas, no entanto. O problema mais grave é a falta de integração com o app TV, algo que diminui drasticamente as vantagens de se usar o aplicativo na Apple TV. Você até consegue encontrar os conteúdos de produção própria da Netflix, mas não consegue adicioná-los à aba “Seguintes”.

Além disso, títulos de outros estúdios que você só encontra lá simplesmente não aparecem na busca, ou então aparecem sugerindo um outro serviço para assistir. Isso pode dar a falsa impressão de que o usuário não tem acesso àquele conteúdo por não ser assinante do outro serviço, ou que ele tenha que alugar no iTunes para poder assistir a algo que já está no catálogo da Netflix.

Conteúdo

Para o assinante, não há com o que se preocupar em relação ao conteúdo. O serviço possui um dos maiores e melhores acervos de títulos do mercado, com uma variedade enorme de títulos de ótima qualidade.

Há filmes, séries, desenhos, documentários… incluindo vários títulos aclamados pela crítica. Produções de sucesso incluem “Sniper Americano”, “Django Livre”, “Breaking Bad”, “Vikings”, “Sherlock”, “Suits”, “Friends”, “Rick & Morty”, “Naruto” e “Death Note”. No entanto, dificilmente você encontrará algum título lançado recentemente, exceto as produções próprias da Netflix — e é aí que o serviço mais se destaca.

Publicidade

A Netflix possui um lista enorme de títulos exclusivos que ela mesmo produz — ou disponibiliza em parceria com outros estúdios, incluindo produções bastante populares como as séries “Black Mirror”, “Stranger Things”, “Narcos”, “La Casa de Papel” e “Orange Is the New Black”, bem como os filmes “Roma”, “O Irlandês”, “Beasts of no Nation” e “El Camino”, além de documentários e até animes.

Netflix

Qualidade do streaming

A qualidade da reprodução varia de acordo com o plano escolhido pelo assinante, com suporte à resolução 4K e HDR1 (HDR10 e Dolby Vision) no plano mais caro. Obviamente, não é todo o catálogo que está disponível nessa resolução, mas a quantidade de títulos em 4K é bem alta se comparada a outros serviços. Dolby 5.1 está disponível na maioria dos conteúdos e alguns também incluem Dolby Atmos.

A Netflix acerta em cheio ao reproduzir os conteúdos em sua taxa de atualização original. Filmes rodam corretamente em 24 quadros por segundo, enquanto títulos de origem europeia, como “Black Mirror”, rodam em 25qps, que é o padrão por lá.

A maior parte dos conteúdos possui uma excelente qualidade de imagem, porém um usuário mais atento perceberá certas inconsistências entre um título e outro do catálogo. Algumas produções, como “Stranger Things”, mesmo em 4K e HDR, possuem uma compressão de dados tão gritante que o bitrate muda muito pouco em comparação a um título em Full HD, o que gera uma imagem bem abaixo da expectativa de quem quer assistir em Ultra HD.

Outras produções, no entanto, como “Cobra Kai”, possuem uma qualidade de imagem incrível, com bitrate bastante semelhante ao que a Apple oferece no seu catálogo do iTunes. Posso estar enganado, mas acredito que a Netflix está usando uma compressão de dados menos agressiva nos títulos adicionados mais recentemente.

Netflix

Vale a pena?

O assinante pode escolher entre três planos diferentes:

  • Basic: com reprodução em definição padrão (SD), a R$22/mês;
  • Standard: em Full HD, a R$33/mês;
  • Premium: em 4K e HDR, a R$46/mês.

Acredito que o plano Standard seja o mais indicado para a maioria dos usuários devido ao custo-benefício oferecido. Devido ao valor elevado, o plano Premium acaba ficando restrito aos mais entusiastas, ou para quem pode dividir a conta com mais pessoas.

E vale a pena assinar? Sim! Simples e direto, não? Hoje, a Netflix pode ser considerada o serviço modelo a ser seguido por todos os outros e é o primeiro que deve vir à sua mente caso você esteja pensando em assinar algum desses serviços de streaming de vídeos pela primeira vez — ainda que a falta de suporte ao app TV faça bastante falta.

·   •   ·


Ícone do app Netflix

Netflix

de Netflix, Inc.

Compatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com Apple TV
Versão 12.49.0 (85.6 MB)
Requer o iOS 12.0 ou superior
Screenshot do app NetflixScreenshot do app NetflixScreenshot do app NetflixScreenshot do app NetflixScreenshot do app NetflixScreenshot do app NetflixScreenshot do app NetflixScreenshot do app Netflix

Ficha Técnica

  • Aplicativo: Netflix
  • Conteúdo: filmes e séries
  • Resolução máxima: 4K HDR
  • Múltiplos usuários? Sim
  • Oferece suporte ao app TV? Não
  • Seleção de conteúdo via Top Shelf? Não
  • Preço: a partir de R$22 por mês

Apple TV 4K

Apple TV 4K

de Apple

Preço à vista: a partir de R$ 1.169,10
Preço parcelado: em até 12x de R$ 108,25
Lançamento: setembro de 2017 (5ª geração)

Botão - Comprar agora

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…