Novos Apple Watches e iPads com 4G que chegarão ao Brasil serão os modelos europeus

Todo ano é a mesma coisa. Quando a Apple lança novos produtos dotados de conectividade celular (3G, 4G e, futuramente, 5G), fica a pergunta: se eu comprar nos Estados Unidos, será compatível com as redes/operadoras brasileiras?

Publicidade

A dúvida é pertinente. Ainda que estejamos no meio de uma pandemia e pouquíssimas pessoas estejam se deslocando internacionalmente, comprar um produto Apple com procedência dos EUA acaba sendo algo mais palpável para muitos usuários.

Pois nós estamos aqui para tirar essa dúvida!

Apple Watch Series 6 e Apple Watch SE

Essa página da Apple não deixa muitas dúvidas. Nela, a empresa explica por que precisa criar dois modelos de relógio.

Para garantir compatibilidade com as bandas LTE e UMTS usadas no mundo todo, desenvolvemos dois modelos para Apple Watch Series 6 e Apple Watch SE. Eles foram otimizados para uso no país de compra e nem todos os modelos funcionam em todos os países ou regiões. Não existe um modelo compatível com redes celular do mundo todo.

No caso do Apple Watch Series 6, os modelos são:

Publicidade
  • 40mm: A2293 e A2375
  • 44mm: A2294 e A2376

Já no Apple Watch SE, são esses os modelos:

  • 40mm: A2353 e A2355
  • 44mm: A2354 e A2356

No caso, os modelos A2375/A2376 (Apple Watch Series 6) e os A2355/A2356 (Apple Watch SE) contam com suporte às bandas 3 (1.800MHz), 7 (2.600MHz) e 28 (700MHz APT). Isso, aliás, é uma novidade pois, até então, nenhum relógio da Maçã com conectividade celular oferecia compatibilidade com a banda 28.

Publicidade

Com isso em mente, faz todo sentido esses modelos (comercializados na Europa e na Ásia) serem os escolhidos pela Apple para o Brasil.

iPad (8ª geração) e iPad Air (4ª geração)

A lógica é a mesma para os iPads. A Apple criou dois modelos com conectividade celular para cada tablet:

  • iPad (8ª geração): A2428 e A2429
  • iPad Air (4ª geração): A2324 e A2372

O problema é que a página que conta com essas informações está com alguns erros, listando basicamente todos os países/operadoras para os dois modelos. Isso, porém, já aconteceu no passado e a Apple corrigiu tudo após alguns dias/semanas.

Publicidade

Ainda que as informações estejam confusas, é fácil perceber que os modelos A2429 (iPad) e A2372 (iPad Air) são os que contam com suporte às nossas bandas 3, 7 e 28. Desta forma (e levando em consideração que os modelos listados em segundo lugar são sempre os comercializados na Europa/Ásia), é seguro afirmar que os iPads seguirão a mesma lógica dos Apple Watches.

Posso comprar os modelos americanos?

Poder, pode. Como os modelos americanos são compatíveis com as bandas 3 e 7, os aparelhos funcionarão em território brasileiro sem problemas. As ressalvas aqui são três.

Sem a banda 28 (a que possui a melhor penetração entre todas elas), você corre o risco de perder o sinal 4G em algumas localidades/cidades a depender da sua operadora. No mais, sem o suporte à banda 28, você também não conseguirá se conectar no que as operadoras chamam de 4,5G ou 4G+. Isso porque o 4,5G combina essas três bandas para oferecer uma velocidade superior — como os modelos americanos não se conectam à banda 28, perde-se essa possibilidade.

Além disso, ao menos até o Apple Watch Series 5, a Apple não oferece garantia no Brasil para relógios com conectividade comprados nos EUA — no caso de iPhones e iPads, contudo, não há com o que se preocupar. Ela até está abrindo exceções na pandemia, mas não sabemos se será algo definitivo.

Obviamente, se você está querendo comprar um Apple Watch GPS (ou seja, sem conectividade) ou um iPad Wi-Fi, não tem que se preocupar com nada disso e pode adquirir o produto em qualquer país, já que se tratam de modelos únicos/globais.

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…