Apple Watch Series 6 incorpora o chip U1, de banda ultralarga

Durante seu evento especial de ontem, a Apple não considerou importante citar que o Apple Watch Series 6 agora também integra o chip U1 para suporte à banda ultralarga (Ultra Wideband, ou UWB).

Publicidade

Embora o chip em si não seja uma total novidade, o novo vestível flagship da Maçã é o primeiro entre os Apple Watches a incluí-lo. Como sabemos, o chip U1 estreou nos iPhones 11, no ano passado.

Nós já comentamos alguns dos recursos oferecidos pelo chip U1 mas, em suma, ele possibilita que o gadget tenha uma melhor percepção espacial. Nesse sentido, essa tecnologia consegue calcular distâncias e reconhecer outros dispositivos com muito mais precisão do que o Bluetooth LE (Low-Energy) e o Wi-Fi.

Na prática, a Apple usou o poder do chip U1 até agora para alimentar um recurso direcional do AirDrop entre dispositivos equipados com esse microprocessador. No entanto, a companhia lançou um framework que expande as possibilidades em torno desse chip para desenvolvedores e, consequentemente, apps.

Publicidade

Um dos (supostos) possíveis usos do chip U1, ainda, será o funcionamento com a famigerada “AirTag”, especulado dispositivo de rastreamento da Apple. De acordo com o analista da TF Internacional Securities Ming-Chi Kuo, esse acessório deverá oferecer suporte à banda ultralarga, permitindo que usuários localizem itens perdidos com maior precisão.

Vale notar ainda que, dos produtos anunciados ontem, somente o Apple Watch Series 6 passou a integrar o chip U1 — ou seja, os recém-lançados iPad (8ª geração), iPad Air (4ª geração) e Apple Watch SE carecem da tecnologia, infelizmente.

Não obstante, certamente veremos quais novidades o chip U1 trará para o Apple Watch em breve.

via MacRumors

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…