Novo Outlook para macOS

A Microsoft realizou hoje seu evento para desenvolvedores, o Ignite, e anunciou algumas novidades bem interessantes. Uma delas é focada diretamente em usuários de Macs: a gigante de Redmond apresentou a nova versão do Outlook para macOS, com um visual totalmente renovado e várias cartas na manga.

Publicidade

A renovação não chega a ser uma surpresa: a Microsoft já tinha anunciado os planos de dar um bom banho de loja ao Outlook no fim do ano passado. A coisa toda levou um tempinho a mais do que o planejado, mas agora está mais próxima do que nunca — e temos, aqui, uma interface que combina harmonicamente o visual já associado à Microsoft com elementos do macOS Big Sur, incluindo a barra lateral, os cantos arredondados e o uso de fontes mais grossas, fáceis de ler.

Novo Outlook para macOS

O novo Outlook vai além de uma carinha bonita, entretanto: ele traz também uma nova tecnologia de sincronização que, segundo a Microsoft, reduz o tempo de carregamento de novas mensagens, mantém todos os seus dispositivos atualizados em tempo real e traz resultados de busca mais rapidamente — além de aprimorar a performance e a rapidez do aplicativo como um todo.

Novo Outlook para macOS

Uma nova aba, chamada “Pessoas”, reúne seus contatos frequentes para gerenciamento e acesso fácil; é possível instalar plugins e outros add-ons de terceiros e você pode criar eventos simplesmente clicando e arrastando elementos para a janela apropriada. A aba “Meu Dia” permanece e está ainda mais focada, com seu calendário e mensagens importantes para as próximas horas.

O novo Outlook será liberado para todos os usuários em meados de outubro, mas — ao menos inicialmente — quem quiser permanecer no ambiente antigo não terá problemas: um interruptor no canto superior direito permitirá que os usuários façam a transição instantânea entre a atual versão do cliente e o aplicativo renovado. Bem legal, não?

Microsoft Teams

A Big M anunciou também novidades para o Microsoft Teams, sua ferramenta de videoconferências e reuniões virtuais.

Para início de conversa, teremos aqui um recurso que já faz muito sucesso no Zoom: os breakout rooms — ou, traduzindo, a possibilidade de dividir uma grande reunião em vários grupos menores de pessoas, com o administrador viajando de sala em sala e contribuindo com as ideias e discussões (ótimo, por exemplo, para brainstorms e outros processos criativos).

O serviço também terá uma forma especial de apresentações: usuários poderão apresentar slideshows com suas imagens sobrepostas ao conteúdo, escolhendo entre uma série de opções de layout — é possível fazer com que a apresentação ocupe toda a tela ou se acomode num quadro específico, por exemplo.

"Together Mode" no Microsoft Teams

Já o “Together Mode” é bem ridículo divertido: o aplicativo reconhece cada pessoa na videoconferência e coloca todas elas “juntas” num ambiente escolhido pelo administrador da reunião, como uma plateia, uma mesa de restaurante ou um anfiteatro. Esse recurso já existia, mas agora ele está mais inteligente graças a doses de aprendizado de máquina — as quais asseguram que cada participante esteja centralizado no seu lugar específico.

As novidades do Microsoft Teams, que incluem ainda dicas de bem-estar e suporte expandido para empresas, serão liberadas nas próximas semanas.

via The Verge, TechCrunch

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…