Chrome 86 traz alerta de senhas reutilizadas e suporte ao Touch/Face ID no iOS Chegando esta semana para todas as plataformas

Ícone do Google Chrome num iPhone

Mais um mês, e cá está o Google com uma nova versão do Chrome. Desta vez, especificamente, a versão 86 do navegador traz várias melhorias no campo da segurança — especialmente para aqueles usuários mais descuidados que usam a mesma senha em vários sites e serviços.

Publicidade

Explico: na nova versão, o Chrome para o iOS e Android incorporará uma ferramenta já existente no browser para desktop e avisará aos usuários quando uma das suas senhas tiver sido exposta num vazamento de dados. Esse é um recurso que foi incluído recentemente no Safari e tem funcionamento automático: se o navegador perceber que sua senha está “viajando” pela internet, você receberá uma recomendação para trocar o código.

O Google quer ir além, entretanto: a empresa está incentivando que sites adotem o padrão W3C para a URL de troca de senha (exemplo.com/.well-known/change-password). Os sites que obedecem ao padrão terão um botão incorporado no próprio Chrome, na página de senhas, onde o usuário poderá ser levado diretamente à página de troca de senha daquele serviço.

Recurso de mudança de senha no Chrome 86

O Chrome 86 para iOS, especificamente, incorpora suporte ao Touch ID ou Face ID para aplicação de senhas: da mesma forma como já acontece no Android, você poderá usar sua identificação biométrica para fazer login num determinado site ou serviço.

Para aprimorar a segurança do usuário, o navegador trará também novos alertas para processos HTTP (e não HTTPS, o protocolo mais seguro). Se o usuário estiver digitando dados num formulário que se comunique via HTTP, o navegador exibirá um alerta de que aquela comunicação pode não ser segura e desligará o Autofill; um alerta será exibido também caso você tente baixar um arquivo via HTTP.

Além disso, o Chrome 86 iniciará os testes de um novo recurso de segurança: ele exibirá apenas a “raiz” de uma determinada URL para alertar os usuários de possíveis sites falsificados. Ou seja, um site com a URL google-secure.exemplo.com aparecerá somente como exemplo.com, para que o usuário veja que não está numa página genuína no Google. Ainda será possível, claro, configurar o navegador para que ele exiba a URL completa.

O Chrome 86, que traz ainda outras novidades para desenvolvedores, já está disponível na App Store e no Google Play; as versões para macOS, Windows e Linux serão disponibilizadas ao longo desta semana.


Ícone do app Google Chrome

Google Chrome

de Google LLC

Compatível com iPadsCompatível com iPhones
Versão 86.0.4240.93 (133 MB)
Requer o iOS 12.0 ou superior

via VentureBeat

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…